Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Fim dos golpes

Um dos maiores acusados de estelionato é preso em São Paulo

Por 

A Polícia de São Paulo prendeu nesta quarta-feira (16/5) Antônio Carlos da Costa Prado, acusado de ser um dos maiores estelionatários em atividade no Brasil. Ele foi surpreendido durante exames de rotina no hospital Sírio-Libanês, na capital paulista.

A ordem de prisão veio da 2ª Vara da Justiça de São Paulo, onde Antônio Prado responde a processo contra o sistema financeiro nacional.

Prado passa a noite no 78º Distrito Policial, nos Jardins, e deve seguir na quinta-feira para o 2º Distrito Policial. Se ele comprovar que tem diploma de economista, conforme sustenta, deverá ser levado para prisão especial na 13ª DP, no bairro Casa Verde, zona norte de São Paulo.

As informações são da delegada-assistente Maria Helena Tomita, da 78ª DP. Segundo ela, além de Prado, sua família também estava sendo monitorada pela Polícia.

A relação de Antônio Carlos da Costa Prado com a aplicação de golpes é antiga. Ele é acusado de ter emitido títulos falsos para a Lojicred, considerada a maior financeira do país liquidada extrajudicialmente em 1987 pelo Banco Central, justamente em razão desses papéis.

Um dos últimos golpes, justamente o que motivou a sua prisão, teria sido praticado por Prado contra fazendeiros. Segundo a acusação, Prado se apresentava a eles como representante de um banco inexistente chamado First Internacional Zurich Bank, que lhes concederia empréstimos a taxas convidativas.

 é repórter da revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 16 de maio de 2007, 22h07

Comentários de leitores

1 comentário

Este personagem aplica seus golpes há muitos an...

Jose Antonio Dias (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Este personagem aplica seus golpes há muitos anos. È, como todo estelionatário, simpático, conversador e inteligente. Seus golpes são geniais, mas infantís. Qualquer advogado conhecedor das leis internacionais, verifica, rapidamente, que os negócios propostos por ele são inexistentes e de impossivel concretização. Mas, os leigos, no afã de ganharem dinheiro fácil, ambiciosos, caem como patinhos...Merecem!

Comentários encerrados em 24/05/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.