Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Ação de obscenidade

Atriz indiana beijada por Richard Gere faz pedido à Justiça

Por 

A atriz indiana Shilpa Shetty pediu à Suprema Corte da Índia para responder a ação de obscenidade movida contra ela e o ator Richard Gere em uma Corte mais próxima à sua casa, em Mumbai. A informação é do site Findlaw.

O processo contra ela e Gere ganhou tamanha gravidade que um juiz da cidade de Jaipur chegou a expedir mandado de prisão contra o ator norte-americano. Gere, de 57 anos, pediu desculpas pelos beijos públicos que deu na atriz na tentativa de se livrar do processo.

No final de abril, Gere deu vários beijos no rosto da atriz durante uma cerimônia pública pela conscientização da Aids. Gere e Shetty são acusados de “ato obsceno em público”. Beijos são há muito tempo proibidos em filmes indianos. Vigoram naquele país, ainda, leis que proíbem beijos em público.

Esse tipo de ação é comum na Índia. Ano passado, por exemplo, Vasundhara Raje, ministra-chefe do Rajastão, foi processada por ter mandado um beijo, apenas com gestos, para outra mulher. Em 2005, um casal israelense foi condenado a pagar onze dólares por ter se beijado em público. Caso não pagassem, levariam 10 dias de cadeia.

 é repórter especial da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 15 de maio de 2007, 15h53

Comentários de leitores

2 comentários

Caro Ottolini O que nos parece lógico, apena...

Band (Médico)

Caro Ottolini O que nos parece lógico, apenas está de acordo com os nossos próprios valores. Não são melhores e nem piores. Concordo com os teus sentimentos apenas porque fui criado dentro dos mesmos valores! Não porque seja melhores!

É, o que é o costume! Aqui até relações sexu...

Band (Médico)

É, o que é o costume! Aqui até relações sexuais são praticadas em público e a justiça ainda protege a imagem de quem assim age!

Comentários encerrados em 23/05/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.