Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Candidatas da casa

Suspeita de fraude faz CNJ anular concurso para juiz de Rondônia

Por suspeita de favorecimento, o Conselho Nacional de Justiça anulou o último concurso para juiz realizado em Rondônia. Os conselheiros entenderam que duas candidatas aprovadas, assessoras de desembargadores, podem ter sido beneficiadas. Kelma Vilela de Oliveira e Cláudia Mara da Silva Faleiros Fernandes trabalham no gabinete dos desembargadores Cássio Rodolfo Sbarzi e Paulo Kiyoshi Mori, membros da comissão organizadora do concurso.

Para o relator do processo, conselheiro Paulo Lobo, os desembargadores deveriam ter se declarado impedidos desde o início do processo seletivo. A parcialidade no concurso, segundo o relator, resiste ainda que os desembargadores não tenham participado da argüição e da avaliação oral de suas assessoras.

O conselheiro entendeu que o fato dos desembargadores terem argüido outros candidatos provocou, "no mínimo, constrangimento" para os demais examinadores. "A suspeição é inevitável. Houve possibilidade de favorecimento", disse.

As provas do concurso foram aplicadas entre junho e julho de 2006. Ao todo, 20 candidatos de um total de 431 inscritos foram aprovados. O grupo nem chegou a ser nomeado.

Com a decisão, o Tribunal de Justiça de Rondônia deverá realizar um novo processo seletivo.

Revista Consultor Jurídico, 10 de maio de 2007, 0h00

Comentários de leitores

9 comentários

O judiciário é um dos últimos paquidermes que c...

Fabricio M Souza (Advogado Sócio de Escritório - Empresarial)

O judiciário é um dos últimos paquidermes que começou a grunir! Esse expediente de Rondonia, é a coisa mais comun em todos os tribunais do pais! Meu Deus do céu! Aqui em Minas, se for passar um pente, não sobra nem o entrevistador!

E O CONCURSO DE JUIZ DE DIREITO DO PARANÁ, QUE ...

MMello (Promotor de Justiça de 1ª. Instância)

E O CONCURSO DE JUIZ DE DIREITO DO PARANÁ, QUE O GENRO DO MEDINA ENTROU E PELAS GRAVAÇÕES JÁ ESTAVA TUDO ACERTADO PARA A SUA APROVAÇÃO. O CNJ, NÃO VAI FAZER NADA? E OS COITADOS DOS CANDIDATOS QUE ESTUDARAM, GASTARAM DINHEIRO COM HOSPEDAGEM, VIAGENS, TUDO PARA PARTICIPAREM DE UM JOGO DE CARTAS MARCADAS!! COMO FICA A SITUAÇÃO DESSES CANDIDATOS A JUIZ DE DIREITO NO PARANÁ?

Se o CNJ encontra obstáculos para intervir n...

tyba (Advogado Autônomo - Empresarial)

Se o CNJ encontra obstáculos para intervir nos grandes estados, que atue pelo menos onde o cinturão corruptível ainda não se formou. A coisa está tão tranqüila, que as vagas nem são mais trocadas entre os estados. Ao que parece, põe-se dentro ali mesmo com as próprias mãos.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 18/05/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.