Consultor Jurídico

Comentários de leitores

6 comentários

Respeitando o direito de emitir opiniões contr...

Miguel Ermétio Dias Jr (Advogado Autônomo - Civil)

Respeitando o direito de emitir opiniões contrárias, tenho que o subliminar das propagandas da indústria do tabaco assumem tal qual o estacionamento para o supermencado. Assim, se no furto a obrigação é a de indenizar porque não é adotada o mesmo entendimento para o furto da higidez e da saúde do usuário desta droga permitida. Que seja condenado também a União pela omissão que não tiveram com o vioxx, com o bextra e tantos outros produtos. Se o governo já propagou ser uma arma, porém, preferiu a arrecadação entendo que o fumante é vítima da industria que fabrica mancomunada com a omissão de quem permite.

digo, NÃO adquirirem.

Leopoldo Luz (Advogado Autônomo - Civil)

digo, NÃO adquirirem.

Sejamos francos: se mesmo com tanta propaganda ...

Leopoldo Luz (Advogado Autônomo - Civil)

Sejamos francos: se mesmo com tanta propaganda contra o fumo, e com todos os alertas inscritos nos maços, nas publicidades e nos locais de venda, além da reprovação geral a que se submete, o sujeito fuma, ele deve, no mínimo, ter personalidade suicida. Caberia, então, pelo contrário, uma indenização do fabricante para aqueles fumantes que, digamos, após dez anos de vício, adquirirem enfisema pulmonar, câncer ou algo do gênero. Aí sim estaria configurado o fato do produto: o dano por não ter provocado o DANO ESPERADO, CONHECIDO E CERTO. Ora bolas!

Pois é. Mas a indústria de medicamentos vive l...

Band (Médico)

Pois é. Mas a indústria de medicamentos vive levando nas costas como se houvesse remédios infalíveis e processos sem erro no mundo! A última foi da cartela de 20 comprimidos contra os 21 que deveria ter. E o juíz deu ganho de causa para a alegada grávida, mesmo que não seja o último comprimido que garante a proteção, mas o primeiro! Eu sou pela opinião de que a indústria de fumo assumiu o risco de lesar os seus usuários e deve sim pagar as doenças que ela provoca mesmo com o uso recreativo!

Concordo em parte com o amigo abaixo. Todos sab...

Thiago Alves (Advogado Autônomo)

Concordo em parte com o amigo abaixo. Todos sabem que as responsáveis pelas marcas de cigarros mais consumidas no Pais sempre veicularam campanhas de publicidade chamando a atenção não só para o prazer mas como para o estigma de superioridade que o referido consumo traria ao seu usuário! Num País como o nosso, onde a educação é falha e onde, culturalmente, o consumo do cigarro foi, por muito tempo, encarado como símbolo de status, se faz necessário elucidar até que ponto subsiste a influência dessas campanhas sob o cidadão brasileiro comum (semi-analfabeto) e, outrossim, até que ponto as fabricantes do produto não seraim responsáveis por "amarrar" tais pessoas através de campanhas publicitárias que, omitindo os seus efeitos nefastos, estimularam o consumo de um produto que, aparentemente, só traria benefícios aos seus usuários!

Vamos processar também as empresas produtoras d...

ERocha (Publicitário)

Vamos processar também as empresas produtoras de bebidas alcoolicas por causar alcolismo e acidentes? Podemos processas as empresas de teclado e mouse por causarem LER? Vamos acionar na justiça as empresas produtoras de carros por causarem acidentes?? Sem demagogia gente, quem quer fumar sabe os riscos e quem decide depois processar a fabricante para mim esta fazendo um investimento futuro. Isto vale também para quem processa a McDonalds e outras fast food por ficarem obesos...

Comentar

Comentários encerrados em 18/05/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.