Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Moeda Verde

PF deflagra operação contra crimes ambientais em Santa Catarina

A Polícia Federal, por meio da Delegacia de Combate a Crimes Ambientais e contra o Patrimônio Histórico em Santa Catarina, deflagrou na manhã desta quinta-feira (3/5), a operação Moeda Verde. O objetivo é combater crimes ambientas. Estão sendo cumpridos mandados de prisão e de busca e apreensão em Florianópolis e Porto Alegre (RS).

A ação conta com a participação de 170 policiais federais dos dois estados. De acordo com a PF, a investigação começou depois da notícia da prática de crimes contra o meio ambiente na implantação de um empreendimento imobiliário na cidade de Florianópolis.

De acordo com a Polícia Federal, a investigação revelou a existência de uma organização criminosa infiltrada na máquina administrativa, presente nos Poderes Executivo e Legislativo.

Entre os presos estão empresários e funcionários públicos, além de dois vereadores, que responderão por crimes contra o meio ambiente, formação de quadrilha e contra a administração pública — tráfico de influência, corrupção ativa e passiva.

Revista Consultor Jurídico, 3 de maio de 2007, 13h14

Comentários de leitores

8 comentários

Sr. Ney Weber, o espírito de corpo do judiciári...

Mauri (Funcionário público)

Sr. Ney Weber, o espírito de corpo do judiciário só vale para eles mesmos. Se, neste caso, o réu fosse o juiz, concordaria com o senhor. O fato é que o policial não conta com a menor complacência por parte do judiciário (e nem deveria ter mesmo), então sou obrigado a discordar. No mais, não basta a PF mentir e querer forçar a barra, precisaria também contar com a conivência do MPF e do juiz, o que eu não acredito ser possível.

Sr Mauri, certamente porque o espirito de corpo...

Ney Weber (Advogado Autônomo - Criminal)

Sr Mauri, certamente porque o espirito de corpo não permite, e no mais a polícia continua mentindo durante a instrução do processo para assegurar seu trabalho, e as mais absurdas condenações surgem naturalmente. A única prova quando de origem policial, é comprometida em sua credibilidade.

Para aqueles muito preocupados com a "pirotecni...

Mauri (Funcionário público)

Para aqueles muito preocupados com a "pirotecnia" da PF, faço um registro: A PF não precisa convocar jornalistas ara cobrir suas operações. Todos os grandes veículos de informação tem setoristas especializados em cobrir as ações da Polícia Federal. A imprensa sempre aparece quando há uma grande operação em curso, como cobre qualquer evento de grande repercussão. E aí, vai fazer o que? Impedir o trabalho dos jornalistas? Censurar os jornais? A PF age corretamente, não ajuda nem atrapalha o trabalho da imprensa. No mais, quem achou que a PF se excedeu, pode entrar na justiça pedindo reparação. Só acho curioso que até agora não tenha lido nenhuma matéria dizendo que a PF foi condenada a pagar indenizações por dano moral a quem quer que seja. Por que será?

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 11/05/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.