Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Aula de tiro

Brasileira é acusada pelo FBI de matar marido americano

A brasileira Cláudia Hoerig, de 42 anos, está sendo procurada pelo FBI pelo assassinato do marido Karl Hoerig, de 43, em 12 de março, na cidade de Newton Falls, Ohio.

Segundo as investigações, Cláudia comprou um revólver 357, com visão a laser, e três caixas de munição, dias antes do crime. A arma serviria para aulas de tiro, mas a brasileira teria perguntado à atendente da loja de armas sobre qual seria o melhor tipo de munição para matar alguém. As informações são do jornal eletrônico Gazeta Brazilian News, da comunidade brasileira de Fort Lauderdale, nos Estados Unidos.

O assassinato do piloto Karl Hoerig ganhou destaque nacional depois da exibição da história no programa America’s Most Wanted (Os mais procurados da América), da TV Fox. A suspeita é que Cláudia esteja no Brasil. De acordo com os promotores, a brasileira, que tem dupla nacionalidade, teria viajado no dia do crime.

Relacionamento infeliz

A arma que matou o piloto foi encontrada carregada no closet da residência do casal. Karl foi morto com dois tiros nas costas e um na parte de trás da cabeça. Ele teria dito a um colega que era infeliz no casamento e que pretendia sair de casa.

Barbara Silver, vizinha de Cláudia em Nova Iorque e também praticante de tiro ao alvo, disse que a amiga temia arma de fogo.

Karl e Cláudia se conheceram pelo site de relacionamento e-harmony.

Revista Consultor Jurídico, 2 de maio de 2007, 15h27

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 10/05/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.