Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Fim de expediente

Justiça Federal manda fechar bingos no interior de São Paulo

Todos os bingos ainda em funcionamento nos 52 municípios que englobam a região de Ribeiro Preto, no interior de São Paulo, devem fechar as portas. A decisão é do juiz federal substituto Peter de Paula Pires, da 7ª Vara Federal de Ribeirão Preto. Ele determinou, ainda, 26 buscas e apreensões nos bingos, nas sedes das empresas que os administram e nas entidades esportivas aos quais os mesmos eram filiados.

O juiz atendeu pedido proposto em ação civil pública movida pelos procuradores da República Carlos Roberto Diogo Garcia e Andrey Borges de Mendonça, no início deste mês. O principal argumento é o de que não existe hoje no Brasil legislação que permita o funcionamento de bingos, portanto todos os estabelecimentos atuavam na ilegalidade.

De acordo com informações do Ministério Público Federal, nenhum dos bingos ainda em funcionamento possuía liminar na Justiça Federal. Alguns obtiveram liminares na Justiça Estadual, mas nenhuma delas incidia sobre a Caixa Econômica Federal ou a União. Por isso as liminares perderam a validade após a edição, pelo Supremo Tribunal Federal, da súmula vinculante que restringe à União a competência de fiscalizar e propor leis para regulamentar bingos. A súmula entrou em vigor no dia 6 de junho.

Segundo o procurador Carlos Roberto Diogo Garcia o juiz fez um cuidadoso levantamento antes de tomar sua decisão para verificar se alguma das casas ainda em funcionamento na região possuía liminar na Justiça Federal. “Quanto às liminares da Justiça Estadual, elas perderam a validade em virtude da súmula”, afirma Garcia. A decisão atinge casas de bingo ainda em funcionamento nos municípios de Ribeirão Preto, Barretos, Jaboticabal e Sertãozinho.

Revista Consultor Jurídico, 30 de junho de 2007, 17h28

Comentários de leitores

4 comentários

Dr.Djalma... BINGO!

Ana Só (Outros)

Dr.Djalma... BINGO!

Aliás, é amplamente conhecido o elementar p...

Dijalma Lacerda (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Aliás, é amplamente conhecido o elementar princípio de Direito Administrativo de que o poder público só pode fazer aquilo que a Lei permite ou manda, enquanto que o cidadão ou a pessoa jurídica de Direito Privado p o d e m fazer tudo o que a Lei não proíbe. Aliás, o Direito proibitivo, sancionatário ( e.g. o Direito Penal) é eminentemente normativo, isto é, só é proibido aquilo que prévia Lei proibir. Assim, é caso de se perguntar: onde está a Lei que proíbe os bingos ?

Digo, e "voltem" a se situar ...

Dijalma Lacerda (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Digo, e "voltem" a se situar ...

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 08/07/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.