Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Nova chance

Pediatra Chipkevitch pede ao Supremo novo julgamento

O pediatra Eugênio Chipkevitch, condenado a 114 anos de prisão por atentado violento ao pudor, pediu a anulação do seu julgamento. O pedido de Habeas Corpus foi entregue ao Supremo Tribunal Federal. Chipkevitch, que cumpre pena no presídio de Sorocaba II (SP), usava de sua condição de médico para abusar dos pacientes.

O pediatra alega nos autos que, desde a fase da instrução criminal, não teve oportunidade de exercer os princípios constitucionais da ampla defesa e do contraditório. Ele afirma que o processo ao qual respondeu “transcorreu em detrimento de garantias fundamentais constantes na Constituição Federal”.

Segundo ele, o processo começou com a exibição de fitas de vídeo e de áudio no programa de televisão do apresentador Ratinho. As fitas mostravam cenas de adolescentes e do médico “em atitudes estranhas ao regular exercício da medicina”. A partir daí, afirmam os advogados do médico, “não se disfarçou, desde a primeira hora, o propósito de execrar publicamente o paciente, de todo modo e a todo custo”.

Por esta razão, Eugênio Chipketvitch pede que seja decretada a nulidade de seu processo, desde o interrogatório, para que ele possa responder a novo julgamento. Ele pede também que o STF mande expedir alvará de soltura, permitindo que possa responder ao processo em liberdade.

HC 91.711

Revista Consultor Jurídico, 22 de junho de 2007, 0h00

Comentários de leitores

3 comentários

Se cair nas mãos do gilmar mendes é bem possíve...

Fftr (Funcionário público)

Se cair nas mãos do gilmar mendes é bem possível que o canalha consiga sua pretensão. As vezes só dá para acreditar em Deus, e que a justiça divina aplique o castigo devido. Na justiça dos homens brasileiros já não dá mais para acreditar. Vivemos um estado leniente de homens fracos, corruptos, desprovidos de moral e ética.

..tenho a impressão que um juízo normal não dar...

futuka (Consultor)

..tenho a impressão que um juízo normal não dará nenhuma brecha ou benefício para este "animal" ultrapassar a linha da manifestação para um pedido de nulidade. Como diz a Dra. Luiza não passa de uma "coisa" maléfica para qualquer sociedade!

Que mau caráter, que monstro. Foi execrado ? co...

maria luísa (Advogado Autônomo)

Que mau caráter, que monstro. Foi execrado ? coitado, estou morrendo de pena dele. Esse Código Penal é uma porcaria mesmo. E como pode, uma coisa dessa ainda ter a pretensão de se manifestar ? Quer esperar novo julgamento em liberdade ? Meu Deus, aonde vamos parar ?

Comentários encerrados em 30/06/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.