Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Símbolo da castidade

Inglesa apela à Justiça para usar anel da castidade na escola

A estudante Lydia Playfoot, uma jovem cristã de 16 anos, protocolou na Suprema Corte do Reino Unido uma ação reclamando o direito para usar um “anel de pureza” durante as aulas. O adereço é um símbolo do compromisso de abstinência sexual antes do casamento. O assunto agita o noticiário das agências internacionais.

Na ação, ajuizada nesta sexta-feira (22/6), a garota afirma que é discriminada porque a escola permite que as alunas muçulmanas e de outras religiões utilizem véu e outros adereços religiosos.

O colégio Millais School de Horsham (sudoeste da Inglaterra) argumenta que proíbe todos os tipos de adereços como parte de sua política de uniforme. Exceções são aceitas apenas para as muçulmanas, que são obrigadas a utilizar véus e colares. Segundo a escola, os direitos da jovem não estão sendo violado porque o “anel de pureza” não é parte essencial da fé cristã. Os alunos podem usar crucifixos.

“Autoridades e instituições seculares não podem ser árbitros da fé religiosa”, defendeu Paul Diamond, o advogado de Lydia. Apesar da polêmica, a escola mostrou que não mudará de postura. Ela será expulsa se não tirar o “anel de pureza”.

Lydia baseou o pedido no direito de expressar suas crenças religiosas em virtude do artigo nove da Lei de Direitos Humanos, o qual alega que "foi violado". Antes da audiência judicial, o pai de Lydia, Philip afirmou que a briga de três anos entre a família e a escola sublinha a crescente secularização da sociedade britânica.

O “anel de pureza” faz parte da cultura cristã desde que foi lançado nos Estados Unidos em 1996. Ele é usado pelos adeptos de um programa de abstinência sexual. O anel de Lydia é uma fina fita prateada gravada com versos do Novo Testamento que exortam os cristãos a se esquivarem da imoralidade sexual.

Revista Consultor Jurídico, 22 de junho de 2007, 15h19

Comentários de leitores

6 comentários

Oi Gente amiga, Tanta celeuma por causa de...

Walter Soares Barbosa Rocha (Advogado Autônomo - Civil)

Oi Gente amiga, Tanta celeuma por causa de um anel no dedo! Será que essa English Schooll permite o uso daquele lacinho da AIDS? Será que a American School of Brasilia ::.. Escola Americana de Brasília ... permite o uso desse anel ou o proibe? O símbolo GAY, com as 06 cores (não são 7 cores não)é permitido o uso nessas Schools or not? Vou deixar esse site e vou trabalhar...

Incrível como um pequeno anel seja capaz de ca...

Marco Antonio Pivetta (Assessor Técnico)

Incrível como um pequeno anel seja capaz de causar tanta polêmica. Se existe controvérsia a respeito do direito, acredito que a postura mais adequada seria permitir o uso até que uma decisão judicial fosse tomada. O ensino não parece ser a prioridade nessa escola. Talvez isso esteja sendo visto como uma afronta à autoridade. De qualquer modo, considero um exagero a expulsão da aluna sem uma prévia suspensão ou advertência formal. Quanto ao mérito, a utilidade do anel, prefiro não comentar, uma vez colocado que se trata de questão religiosa.

O DR. Luzimar tem absoluta razão. Só rindo...

Luís da Velosa (Bacharel)

O DR. Luzimar tem absoluta razão. Só rindo...

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 30/06/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.