Consultor Jurídico

Comentários de leitores

103 comentários

Farei um comentário em cima daquele feito pelo...

Teca (Bacharel)

Farei um comentário em cima daquele feito pelo Advogado Tales: Se o mesmo tiver apenas o chinelo de dedo, o que não é difícil, uma vez que temos quarenta milhões de pessoas vivendo abaixo da linha de pobreza quem me garante que este não é um deles, meu caro Tales, entrega de prémios artistícos também podem ser considerado atos solenes e nem por isso você deixará de ver pessoas de sandálias e ainda o que a lei omite, não pode um Juiz simplesmente fazer lei, assim de fato não precisaremos do legislativo, perdoe a minha intromissão em vosso comentário, mas achei que não haveria qualquer problema em fazê-lo.

Me perdoem meu parco conhecimento geográfico, m...

Teca (Bacharel)

Me perdoem meu parco conhecimento geográfico, mas me parece que Cascável é um município interiorano (correto?), se o for a decisão do Magistrado aparenta muito mais uma necessidade de tomar uma decisão que sabiamente se caracterizaria como algo isolado e que consequentemente seria polêmica o que acarretaria notoriedade (nesse caso inicialmente de forma negativa), quem sabe termina tudo em Brasília.

E depois de um bom murro na boca dele, enfiaria...

Xunda (Delegado de Polícia Federal)

E depois de um bom murro na boca dele, enfiaria a sandália dentro de sua boca, até a polícia chegar e irmos todos para a delegacia.

Se fosse eu, teria pulado para o outro lado da ...

Xunda (Delegado de Polícia Federal)

Se fosse eu, teria pulado para o outro lado da mesa e arrebentado a boca deste juíz com um bom murro. Eu apenas estaria exercendo meu direito à legítima defesa.

MAIS PREMIAÇÕES Caríssimos, por favor, sem pre...

Ana Só (Outros)

MAIS PREMIAÇÕES Caríssimos, por favor, sem prejuízo de outras manifestações aqui, feitas por pessoas e profissionais maravilhosos, mostrando que ainda restam pessoas do Bem neste país, que se importam com os NOSSOS irmãos brasileiros (um deles o Reclamante), além da frase do Dr. Dr. Marcelo Galvão SJCampos/SP, se eu pudesse também daria um carro para os comentários de - amorim tupy (Engenheiro 22/06/2007 e de - Luiz Fernando T de Siqueira (Civil 21/06/2007 - SORTE NÓS TEMOS QUE NEM TODOS OS JUÍZES SÃO COMO ESTE, POR SINAL, ESTE É UM JUIZ MUITO AZAMBUJENTO.

"Ao contrário do que deve pensar a papagaida, B...

Daniel (Funcionário público)

"Ao contrário do que deve pensar a papagaida, Bento é tido no Judiciário paranaense como um dos juízes mais pró empregados do Estado, causando, muitas vezes, ira aos advogados da classe patronal." Um juíz não deveria ser imparcial e promover a justiça a quem merece e está amparado pela lei? "A papagaiada, com certeza, também não deve ter chegado à conclusão de que é legítimo, sim, exigir das partes que se portem de maneira respeitosa na Justiça, e isso inclui a forma de vestir." Qual o critério a ser utilizado para podermos medir o que é respeitável em termos de vestuário? Preço?, Marca?, Está na moda ou não? Sapato pode, mas e se ele estiver sujo, furado ou desengraxado? "Decidem-se vidas e destinos em uma audiência não se trata de uma atividade de lazer, como ir a praia ou fazer sauna." Realmente, como a próxima audiência só vai ser daqui a um mês o Joanir vai poder escolher como destino ir a praia/sauna, ou então aproveitar para escolher um calçado que caia nas graças da consultoria de moda do tribunal.

Concordo com o Advogado do Paraná.Não acredito ...

lfspezi (Procurador do Trabalho de 2ª. Instância)

Concordo com o Advogado do Paraná.Não acredito que o sujeito não tivesse um par de sapatos velho ou tenis que fosse. Acho um desprespeito aos Juizes, servidores e à própria Justiça o desmazelo em audiencia. Hoje são sandálias, amanhã, shorts e depois vao querer ir sem camisa.

É, de fato, o linchamento moral é o esporte nú...

Advogado do Paraná (Advogado Autônomo - Civil)

É, de fato, o linchamento moral é o esporte número um do brasileiro, ainda mais em tempos de Pan. Basta alguém cometer um ato que soe politicamente incorreto e pronto: está sumariamente julgado e condenado. É o que vem acontecendo hoje com o juiz Bento, julgado e processado sumariamente pela papagaiada politicamente correta do país, especialmente a mídia e os advogados que fazem questão de ocupar este espaço para enxovalhar os outros. Conheço o Bento há anos. Trata-se de pessoa honesta, séria e dedicada, que trata a todos com quem convive muito bem, não fazendo qualquer distinção de classe social. É só perguntar para os funcionários da Vara onde trabalha, por exemplo. Ao contrário do que deve pensar a papagaidado, Bento é tido no Judiciário paranaense como um dos juízes mais pró empregados do Estado, causando, muitas vezes, ira aos advogados da classe patronal. A papagaiada, com certeza, também não deve ter chegado à conclusão de que é legítimo, sim, exigir das partes que se portem de maneira respeitosa na Justiça, e isso inclui a forma de vestir. Decidem-se vidas e destinos em uma audiência; não se trata de uma atividade de lazer, como ir a praia ou fazer sauna. É evidente que uma pessoa não pode ir à audiência de calção, por exemplo. Também não me venham dizer que referido cidadão "não tinha dinheiro para aquirir sapatos". Ora, e por acaso esta pessoa trabalhava de chinelos? Também não me venham dizer que "tal conduta é inaceitável num país tropical", como disse o inexpressivo presidente da OAB-PR. Presidente, respeito e decoro é bom e faz bem, em qualquer lugar da geografia do mundo. Até concordo que o Bento poderia ter simplesmente advertido o cidadão que foi de chinelos à audiência, mas expô-lo ao escárnio de milhões de brasileiro, taxando-o de elitista sem vergonha, alienado, isto eu não faria, ao contrário da papagaiada daqui.

FESTA DO CAQUI Olha essa gritaria aí, pessoal....

Ana Só (Outros)

FESTA DO CAQUI Olha essa gritaria aí, pessoal... todos têm razão, mas sem um leitor ofender o outro, por favor... Esse juiz... QUE VERGONHA. Aogra, se os comentários aqui (todos muito bons) fizessem parte de um concurso de comentários e eu fosse do júri... com licença, eu daria um carro para o comentário de Dr. Marcelo Galvão SJCampos/SP. Por favor, vão lá ver de novo e párem para refletir. E outros têm razão. Este país está ficando sem controle.

AQUILES (Adv. Autônomo). Por que tanto espanto...

FILÉ DE TRILHO (Advogado Autônomo)

AQUILES (Adv. Autônomo). Por que tanto espanto? Deixem o "omem", (homem sem h)de lado, pois, no meu ver ele quiz apenas aparecer na mídia, resultado, como punição achou muita sarna para se coçar, é o que acontece no país onde a moral e a ética é "coisa de pobre", por outro lado, a sua atitude trouxe tão-somente prejuízo moral ao reclamante que certamente buscará a reparação, enquanto que em outros escalões do poder (STF, STJ,TJs ESTADUAIS, REGIONAIS FEDERAIS,CONGRESSO NACIONAL (Senado/Câmara),UNIÃO ESTADOS E MUNICÍPIOS),cujos salários somos nós quem pagamos, sem excessão, diariamente presenciamos noticiários dos escândalos de corrupção que causam prejuízos incalculáveis ao país e ninguém é punido, pois bem, como dito antes, esqueçamos esse "dr. bento", pois ele certamente já está sendo punido (auto-punição), e voltamos nossas atenções para os corruptos de plantão, certamente o "chinelo" usado pelo Reclamante nada mais é do que o resultado da impunidade da corrupção, que faz a cada dia o empobrecimento dos brasileiros. Dr. Aquiles Amorim. (filedetrilho@uol.com.br)

A par do respeito que dedico a todas as opiniõe...

J M (Bacharel - Empresarial)

A par do respeito que dedico a todas as opiniões, pergunto: O que dizer do preso, que está sob a custódia do Estado e é levado ao Tribunal do Jurí, vestindo uniforme de presidiário e calçando um par de chinelos de dedo?

Dignidade teu nome é prada. O diabo veste prada !

Sri Mhaza Aum (Advogado Assalariado)

Dignidade teu nome é prada. O diabo veste prada !

Conforme informações veículadas no JORNAL HOJE ...

Manente (Advogado Autônomo)

Conforme informações veículadas no JORNAL HOJE da REDE GLOBO DE TELEVISÃO EM SÃO PAULO, NESTA DATA, OU SEJA, DIA 22/06/2007, ESTA NÃO É A PRIMEIRA VEZ E ESTE MAGISTRADO SE É QUE POSSO DENOMINÁ-LO DESTA FORMA. JÁ EXISTEM NAQUELA COMARCA, VÁRIOS OUTROS JURISDICIONADOS QUE FORAM TRATADOS DA MESMA FORMA. SEGUNDO O JORNAL, A CORREGEDORIA IRÁ QUESTIONÁ-LO SOBRE OS FATOS. SERÁ QUE SOMENTE AGORA DESCOBRIRAM A ARROGÂNCIA A A PREPOTÊNCIA DESTA ILUSTRE OTORIDADE?

Caros amigos. É nisto que da Judiciario com sa...

amorim tupy (Engenheiro)

Caros amigos. É nisto que da Judiciario com salarios SUECOS julgando pessoas com rendimentos africanos.

ESTE HUMILDE JURISDICIONADO IRIA A UMA ENTREVIS...

Thomaz Thompson Flores Neto (Advogado Sócio de Escritório - Empresarial)

ESTE HUMILDE JURISDICIONADO IRIA A UMA ENTREVISTA DE EMPREGO COM CHINELOS DE DEDO? Iria ao casamento da filha com chinelos de dedo? Iria a posse de um parente com chinelos de dedo? Audiência judicial é ato solene. Quem vai a uma audiência é evidente que deve trajar-se adequadamente. Não se trata de ir de terno, mas não pode ir de bermuda, de camiseta regata, de chinelos de dedo, de boné. Nem precisa ter regra escrita pra isso, é questão de bom-senso. Cabia ao advogado alertar o seu cliente e quiçá ajudá-lo na aquisição de um calçado, se de fato fosse tão pobre que não tivesse um par de sapatos (o que acho improvável). Com a devida vênia de TODOS os comentaristas que me antecederam, discordo das críticas.

E nós somos julgados por elementos sem equilíb...

Ivan von Wredenn Dias (Advogado Autônomo - Civil)

E nós somos julgados por elementos sem equilíbrio !!!!!!!!!!

E nós somos julgados por elementos sem equilíb...

Ivan von Wredenn Dias (Advogado Autônomo - Civil)

E nós somos julgados por elementos sem equilíbrio !!!!!!!!!!

O Juiz Dr. Bento Azambuja desconsiderou a situa...

Pedro A Oliveira (Professor)

O Juiz Dr. Bento Azambuja desconsiderou a situação social do trabalhador que deve ser um cidadão humilde e já, com uma vida humilhante por ser pobre. Pensou na dignidade do tribunal, onde certamente estava bem trajado e não entendeu que, para o trabalhador, estar ali mesmo de chinelos de dedos representava as suas condições sociais e econômicas, mas, com dignidade. E ai se vê. a própira justiça ajudando a excluir o cidadão!

É um descabimento...Onde já se viu isto?... Nó...

Helvecio (Estudante de Direito)

É um descabimento...Onde já se viu isto?... Nós, pobres trabalhadores, que não temos dinheiro suficiente para comprarmos um sapato decente, já sabemos o que irá acontecer com este “juizinho”...Nada. Talvez pela pressão que irá sofrer na mídia, o corporativismo irá imperar e o dito cujo Dr. Bento continuará despachando, talvez em outro tribunal. Aliás, de que dignidade do poder judiciário ele se refere em seu despacho? Muito pelo contrario do pensa este cidadão com o poder de juiz, a dignidade da Justiça está justamente no respeito a pessoa humana, independente do estado social e do traje que utiliza no momento que procura a justiça. O Sr. Joanir Pereira deve processar este juiz por dano moral, pois não existe lei que proíbe entrar com chinelo em qualquer repartição publica ou tribunais.

Ainda bem que são pocos os comentaristas que de...

Manente (Advogado Autônomo)

Ainda bem que são pocos os comentaristas que deixam a desejar neste site jurídico. Quem não se ateve, que se atende ao lamentável comentário do Dr. Maurício Rodrigues, que nesta hora, tenta se apegar em picuinhas. O causídico não tem o direito de atuar em 05 causas fora da seccional em que faz parte? Ou o senhor acha justo que condenemos o advogado pela atitude inrresponsável do magistrado? Wesley d’ Paula, com relação ao seu comentário, precisa mudar o exame de QI. Um abraço

Comentar

Comentários encerrados em 29/06/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.