Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Caso de suicídio

Acusação contra CNN deve ser julgada por corte federal

Por 

Um juiz de Ocala, no estado da Flórida, decidiu que a Justiça Federal deve ficar com o caso em que a rede norte-americana de TV, a CNN, é acusada de ter induzido uma mãe ao suicídio. As informações são do site Findlaw.

A apresentadora Nancy Grace, da CNN, é acusada de ter provocado o suicídio de Melinda Duckett, então com 21 anos de idade. Nancy Grace tem um quadro no talk show Headline News. Em setembro do ano passado, a Polícia de Ocala passou a suspeitar que Melinda poderia ser acusada no desaparecimento do filho Trenton Duckett, de dois anos de idade.

As primeiras acusações partiram do crítico de mídia C.W. Nevius, do jornal San Francisco Chronicle. Ele escreveu que apresentadora quis tornar a suspeita um julgamento “Ela não estava satisfeita com a suspeita. Ela queria resolver o caso bem ali, diante de sua audiência nacional”, escreveu.

A apresentadora questionou: “Por que você não está nos contando onde você estava? Senhorita Duckett, você não está nos contando por uma razão. Qual é esta razão?”. Três horas antes do programa ir ao ar, Melinda cometeu suicídio.

O juiz Gary R. Jones determinou que o caso deve ser julgado em corte federal, uma novidade em crimes de mídia nos Estados Unidos.

 é repórter especial da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 20 de junho de 2007, 19h04

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 28/06/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.