Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Biografia cancelada

Decretada falência da editora que publicaria livro de O.J. Simpson

Por 

Um juiz de Miami decretou a falência da editora Harper Collins. A editora pretendia vender o livro “Se eu tivesse feito”, de O.J. Simpson, mas o jogador proibiu a divulgação da obra. Simpson recebeu como adiantamento US$ 3,5 milhões. Todas as cópias do livro, que tratam do assassinato na ex-mulher do jogador, foram destruídas, segundo advogados da editora.

Nicole Brown Simpson, ex-mulher do craque, e seu namorado Ronald Goldman ,foram assassinados na Califórnia, em 1994. Acusado de ser o autor dos crimes, Simpson, um dos maiores astros do esporte dos Estados Unidos nas décadas de 80 e 90, foi julgado e absolvido.

Em 1997, Simpson foi submetido a um julgamento civil no qual foi considerado culpado e condenado a pagar US$ 33,4 milhões aos familiares das vítimas. As informações são do site Findlaw.

A família de Goldman queria mudar o nome do livro para “Confissões de um duplo homicida” e vendê-lo para receber diretamente os US$ 33,4 milhões. Como a Justiça decretou a falência da editora, isso não será possível. A Justiça determinou, ainda, que seja feito leilão sobre os direitos do livro de Simpson.

 é repórter especial da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 18 de junho de 2007, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 26/06/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.