Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Preço do poder

Brasileiro gasta R$ 117 por ano para manter Poder Legislativo

Por 

O brasileiro que mora nas capitais gasta, em média, R$ 117,42 por ano para manter funcionando as casas do Poder Legislativo, em suas três esferas. O dado é de levamentamento feito pela ONG Transparência Brasil em orçamentos da União, estados e capitais.

O estudo, que compara os orçamentos do Legislativo da União, estados e capitais, revela também que a Câmara dos Deputados custa R$ 18,14 por ano para cada brasileiro e o Senado sai por R$ 14,48 por habitante. Entre os estados, a Assembléia Legislativa mais cara por habitante é a de Roraima (R$ 145,19), e a mais barata a de Sergipe (R$ 10,63).

Comparadas as capitais de estados, a Câmara de Vereadores mais cara por habitante é a de Palmas (TO), que custa anualmente R$ 83,10 para cada morador da cidade. A mais barata é a de Belém (PA), com custo de R$ 21,09 por ano.

A Transparência Brasil aponta também que, em Boa Vista (RR), o gasto total com o Legislativo (federal, estadual e municipal) representa 4,7% do PIB per capita. No outro extremo, em Vitória (ES), o gasto total de cada habitante com o Legislativo representa 0,4% do PIB per capita. Em cinco estados e 12 capitais, os dados orçamentários não estavam disponíveis na internet.

 é repórter especial da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 11 de junho de 2007, 13h23

Comentários de leitores

4 comentários

Retorno zero.

Bira (Industrial)

Retorno zero.

Porque o transparencia brasil decidiu pesquisar...

futuka (Consultor)

Porque o transparencia brasil decidiu pesquisar esses dados não significa que o mundo vai acabar, ESSES são dados disponíveis na já popular Internet, como tantos outros muito mais interessantes e plausíveis de discussão nesse momento da história em que vivemos. Gostaria que direcionassem um pouco mais seus temas em estudos abalizados em perícias e usando técnicas mais educativas, fazendo cumprir um melhor papel e se desenvolvendo de maneira ímpar, longe do amadorismo e qualquer direcionamento dúbio nas suas ações, mesmo sendo as pesquisas através da rêde Internet devem interagir-se com (todos)os orgãos públicos em geral. Buscando assim uma maior credibilidade e respeito da População em geral e não a de um Público privilegiado. Nessa minha opinião positiva também se inclue, como dizem alguns..avante transparência!!

Por isso que digo: a)deve reduzir o Senado de ...

Neli (Procurador do Município)

Por isso que digo: a)deve reduzir o Senado de 3 senadores para 1...pq ter três senadores? b)deve reduzir o mandato de senador para 4 anos,um absurdo senador ficar lá por tanto tempo; c)deve reduzir a composição da Câmara dos Deputados para 300....513 é muito! Nos EUA,maiores países do Planeta,têm 432 deputados federais e 2 senadores por estado;lá a população é quase o dobro da daqui; e)deputado que assumir mandato de secretário ou ministro: perde o mandato ou recebe seu salário como no cargo executivo;um acinte ! A população pagar dois salários:para o suplente e para o titular; Ademais: se o deputado quer fazer parte do executivo:pq candidatar-se? Votei num candidato X,ele foi eleito(com meu precioso voto),ele saiu e foi ser secretário do Serra,para lá foi o primeiro suplente o Bispo Gê: estou indignada,pq jamais votaria para esse bispo:religião não se mistura com política,apesar de ser católica Apostólica Romana,jamais votaria para um bispo,padre ou cardeal e nem para os Padres Marcelo Rossi e Silvio Andrei que respeito muitíssimo,sigo a Bíblia : Dê a César o que é de César...já disse Jesus Cristo. Que decepção. Devem tb ser diminuidos os números de deputados estaduais e vereadores: política não é profissão!

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 19/06/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.