Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Balanço dos acordos

TJ-SP fez 2.167 audiências de conciliação no primeiro semestre

O setor de conciliação do Tribunal de Justiça de São Paulo promoveu, no mês passado, 314 sessões conciliatórias, com 23,57% de êxito nos acordos. Em 28 delas houve ausência de uma das partes e em 240 a impossibilidade de acordo.

Nos seis primeiros meses deste ano, 26,77% das sessões conciliatórias em segundo grau obtiveram sucesso. No total foram feitas 2.167 audiências conciliatórias, das quais, 580 obtiveram acordo. No mesmo período, em 1.995 das audiências houve ausência de uma das partes em 408 Em 1.587, não foi possível o acordo.

As sessões conciliatórias ocorrem na tentativa de acordo entre as partes e não são fases obrigatórias do processo. Elas acontecem quando o processo aguarda julgamento e somente é marcada quando as partes manifestam interesse e se comprometem a comparecer perante o conciliador.

Revista Consultor Jurídico, 21 de julho de 2007, 12h34

Comentários de leitores

1 comentário

Conclusão: basileiro gosta de brigar. Todo mund...

João Bosco Ferrara (Outros)

Conclusão: basileiro gosta de brigar. Todo mundo acha que tem razão. Mas só descobrem o erro que cometeram por não se esforçarem mais para chegar a um acordo depois de longos anos de tramitação do processo na justiça. Aí, quando vem a solução, a vida dos litigantes já mudou tanto, seus projetos já são outros, e muitas vezes, senão a maioria, a situação econômica do que perde a ação é incompatível com o cumprimento da prestação, restando ao vencedor mandar fazer um belo quadro para emoldurar a sentença e pendurá-la na parede da sala de estar como troféu de quem um dia ganhou uma ação judicial. No Brasil, tudo, ou melhor, quase tudo termina realmente em pizza.

Comentários encerrados em 29/07/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.