Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Aval dado

Juiz autoriza acordo entre bancos no caso Parmalat

Por 

Um juiz federal autorizou, na manhã desta quinta-feira (19/7), em Nova York, com o acordo financeiro de US$ 50 milhões firmado entre o Banco Nazionale del Lavoro Spa, da Itália, e unidades do banco Credit Suisse Group. O acordo é referente ao colapso da Financeira Parmalat, que faliu em 2003. As informações são do site Findlaw.

Na audiência, o juiz Lewis A. Kaplan concordou que as duas instituições européias, da Suíça e da Itália, desembolsassem cada uma US$ 25 milhões para que um cliente do banco falido fosse ressarcido. Ele também determinou que as duas companhias desembolsem US$ 6 milhões para pagar as custas com advogados. As duas empresas acionadas fizeram parte de um plano de reestruturação da Parmalat, chamado na Itália de Concordato.

Depois disso, surgiu a Nova Parmalat. E Enrico Bondi, o novo executivo-chefe, ajuizou ações contra auditores e bancos presentes na antiga Parmalat. Alegou que eles quebraram a empresa. Essas ações são movidas contra Bank of America Corp., Citigroup Inc. e Grant Thornton LLP.

 é repórter especial da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 19 de julho de 2007, 18h32

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 27/07/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.