Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Fundamento favorável

Justiça do Chile impede extradição de Fujimori para o Peru

O ex-presidente peruano, Alberto Fujimori, obteve uma vitória judicial nesta quarta-feira (11/7). O juiz Orlando Alvarez rejeitou a sua extradição para o Peru ao avaliar que em nenhum dos 12 crimes do qual foi acusado não se podia comprovar a sua participação. A informação é de agências de notícias internacionais.

A decisão deve ser ratificada ainda pela Segunda Sala Penal da Corte Suprema de Justiça, integrada por cinco magistrados. O Peru já avisou que recorrerá da sentença e insistirá na extradição.

O político nipo-peruano é acusado pelo desaparecimento de pessoas, homicídio qualificado, lesões graves, traição à pátria, peculato, má utilização de dinheiro público e corrupção ativa de funcionários.

Enquanto não se resolve o caso, que deve ser decidido no final do ano, Fujimori continuará em prisão domiciliar, que cumpre há um mês em uma luxuosa mansão em Santiago.

“Estamos satisfeitos. Sempre confiamos nos tribunais de justiça de nosso país, quando vamos mal e quando vamos bem”, declarou o advogado de Fujimori, Gabriel Zaliasnik.

Fujimori governou o Peru entre 1990 e 2000, quando foi destituído do cargo em meio a um escândalo de corrupção e se refugiou no Japão porque possui a cidadania japonesa. Ele quer se candidatar a Senador pelo Japão.

Revista Consultor Jurídico, 11 de julho de 2007, 19h27

Comentários de leitores

2 comentários

"Almirante", se tem legitimidade ou não é outro...

Adriano P. Melo (Advogado Autônomo - Trabalhista)

"Almirante", se tem legitimidade ou não é outro aspecto. O que deve ser levado em considereção é o fato de um saqueador estar em poder das autoridades chilenas e esta julgar o pedido de extradição feito. A reparação que este ladrão nipônico deve ao povo Peruano é mais do que justificativa para uma intervenção chilena no mesmo, sem contar que este delinquente se encontra em solo chileno. Em tempo, "à cerca" (como o senhor escreveu) se diz quando algo ou alguém se vê envolvido com este utensílio muito usado em paisagens bucólicas. O termo correto é acerca (sem acento, para o bem de nosso idioma).

Mas o que juízes tem que ser acionados e se pro...

allmirante (Advogado Autônomo)

Mas o que juízes tem que ser acionados e se pronunciarem à cerca desta questão, eminentemente política e internacional? Ora, o Chile, apesar de liberal, não é inglês. Latino adora ditar. Mesmo que não tenha preparo ou legitimidade.

Comentários encerrados em 19/07/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.