Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Perseguição recompensada

Servidor demitido na ditadura vira anistiado político

Servidor demitido do emprego na época da ditadura por motivos políticos tem direito de ser reconduzido ao cargo e receber a condição de anistiado político. O entendimento é da 1ª Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, que declarou a condição de anistiado de um ex-empregado do Incra. Ele vai ser readmitido na função que exercia nos quadros do instituto.

O funcionário público alegou que foi demitido do cargo por causa de disputas políticas locais durante o regime militar no ano de 1979. Ele era filiado ao PDS, contrário à ditadura. Ele contou que sua demissão ocorreu porque ele se recusou a facilitar o trâmite de processos administrativos de assentamento rural, conforme solicitado por superiores hierárquicos, para favorecer políticos que apoiavam a ditadura.

O relator no TRF-1, juiz federal convocado Miguel Ângelo de Alvarenga Lopes, considerou que as provas documentais indicadas e os depoimentos testemunhais produzidos demonstraram que o servidor foi demitido do emprego público que ocupava por motivação política.

O servidor deverá receber a reparação econômica, de caráter indenizatório. A readmissão ocorrerá nas mesmas condições e com todas as vantagens econômicas, como se estivesse ocupando o cargo, a contar da data da demissão.

Processo: 2004.43.00.001820-2/TO

Revista Consultor Jurídico, 3 de julho de 2007, 14h29

Comentários de leitores

6 comentários

Realmente é uma malandragem das grandes pagar a...

boan (Contabilista)

Realmente é uma malandragem das grandes pagar a anistiados sejam elas militares ou civis. Se fizeram algo contrário á ordem constitucional a época fizeram juz a cassação/dispensa/demissão. Estão ganhando dinheirão á custa do povo que nada aproveitou. Será que as outras nações pagam por isso a seus perseguidos?!

Acho que também vou pedir indenização e pensão ...

Murassawa (Advogado Autônomo)

Acho que também vou pedir indenização e pensão vitalícia por ter vivido no período da ditadura e ter servido o exército brasileiro no período, que tal. É um tal de oportunista e vagabundo neste País que eu não consigo entender, pois, se foi preso é porque agiu de forma contrária aos interesses da época.

Alguma informação não esta certa nessa matéria ...

glauco (Advogado Autônomo - Criminal)

Alguma informação não esta certa nessa matéria

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 11/07/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.