Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Roubo qualificado

Acusado de roubo não consegue se livrar da prisão

Jorge Luiz da Silva Gama, acusado de roubo qualificado, não conseguiu Habeas Corpus para se livrar da prisão. O pedido foi negado pela ministra Ellen Gracie, presidente do Supremo Tribunal Federal.

A defesa contestou a decisão da 5ª Turma do Superior Tribunal de Justiça, que negou o mesmo pedido. Sustentou a falta dos requisitos que autorizam a custódia cautelar e a falta de fundamentação do decreto que levou à prisão. Alegou, ainda, a inexistência de reiteração criminosa, bem como excesso de prazo na formação da culpa.

“Neste juízo preliminar, não vislumbro a presença do requisito do fumus boni iuris, necessário à concessão da tutela pleiteada”, disse a ministra Ellen Gracie. “A necessidade de manutenção da custódia preventiva do ora paciente serve para afastar a plausibilidade jurídica da tese sustentada na inicial, referente à ausência de fundamentação do decreto de prisão”, concluiu.

HC 90.471

Revista Consultor Jurídico, 30 de janeiro de 2007, 0h01

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 07/02/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.