Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Discriminação racial

American Airlines é condenada por discriminação nos EUA

Por 

A American Airlines deve pagar US$ 400 mil a um morador de Miami, que processou a empresa aérea por discriminação racial. Ele alegou que foi removido pela empresa, brutalmente, de um vôo que partiu do Logan International Airport. Um juiz federal de Boston determinou o pagamento. As informações são do site Findlaw.

John Cerqueira, um consultor de informática português de 39 anos de idade, e mais dois cidadãos israelenses na mesma fileira do avião foram removidos de um vôo na cidade de Fort Lauderdale, também na Flórida, em 28 de dezembro de 2003.

Ele argumentou que a tripulação o citou como um “risco de segurança para o vôo” assim como os israelenses. A polícia estadual afirmou que os três não representavam nenhuma ameaça na segurança. Mesmo assim a empresa não os reconduziu ao vôo. Cerqueira havia acumulado 370 mil milhas e era um cliente assíduo da American Airlines.

 é repórter especial da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 18 de janeiro de 2007, 12h22

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 26/01/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.