Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Caso Hyundai

Promotores pedem 6 anos de cadeia para presidente da Hyundai

Por 

Promotores de Seul, na Coréia do Sul, pediram à Justiça seis anos de cadeia para Chung Mong-koo, 68 anos, presidente da Hyundai, na terça-feira (15/1). Ele é acusado de ter ilegalmente aumentado o fluxo de caixa das afiliadas, num processo no qual teria embolsado US$ 74 milhões para uso próprio e também para pagar lobistas e favores a membros do governo. A informação é do site Findlaw.

Chung Mong-koo também é acusado de causar danos a afiliadas em negociatas nas quais tinha como sócio o seu filho Eui-sun, à frente da montadora Kia Motors Corp., a segunda maior montadora daquele país. O veredicto de Chung sai em fevereiro. Chung foi preso em abril do ano passado e passou dois meses na prisão. O julgamento dele começou há seis meses.

A Hyundai Motor e sua afiliada Kia Motors Corp. detêm 70% do mercado de exportação de carros da Coréia. Automóveis ocupam uma parcela de 10% do total de exportações do país.

 é repórter especial da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 17 de janeiro de 2007, 14h33

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 25/01/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.