Consultor Jurídico

Depois do incêndio

JEF paulista que pegou fogo volta a funcionar na segunda

O Juizado Especial Federal da Avenida Paulista, em São Paulo, volta a atender ao público na segunda-feira (15/1). O atendimento foi suspenso na terça-feira (9/1) depois que o 11º andar do prédio foi atingido por um incêndio.

De acordo com a juíza federal Marisa Cláudia Gonçalves Cucio, presidente do JEF, a suspensão do atendimento ao público é necessária. “Com a ação dos bombeiros, muita água e sujeira desceu pelas canaletas. Achamos por bem interditar o prédio para fazer uma limpeza e checagem geral das instalações, sem colocar em risco a vida das pessoas que chegam aqui diariamente.”

Segundo a juíza, as audiências que estavam agendadas para o período de 9 a 12 de janeiro serão redesignadas e terão prioridade de atendimento. “Acreditamos que até o final de fevereiro todas já tenham sido feitas”, afirmou.

O expediente dos demais Juizados Federais de São Paulo foram normalizados e o sistema informatizado, que estava bloqueado devido ao incêndio, voltou a funcionar normalmente.

O incêndio começou por volta das 8 horas de terça-feira (9/1), quando o edifício estava praticamente vazio. O fogo foi controlado ainda pela manhã pelo Corpo de Bombeiros. As causas do incêndio ainda não foram esclarecidas.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 10 de janeiro de 2007, 20h44

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 18/01/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.