Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Preço do silêncio

Igreja católica nos EUA paga por abusos de padres

Por 

A Diocese da cidade de Spokane, no Estado de Washington, concordou em pagar US$ 48 milhões a pessoas molestadas sexualmente por padres, como parte de um acordo legal para evitar a quebra financeira daquela prelazia. As informações são do site Findlaw.

O juiz federal de falências Gregg W. Zive, em Reno, estado de Nevada, disse que o acordo garantirá a sobrevivência econômica da diocese. Pelo acordo, US$ 20 milhões serão fornecidos por seis empresas de seguros, US$ 18 milhões pela venda do prédio em que funciona a diocese mais doações de fiéis e US$ 10 milhões advindos de 82 outras prelazias.

Ao todo, 150 pessoas ajuizaram ações de abuso sexual contra a Diocese de Spokane, cidade famosa por ter sido onde nasceu o roqueiro Kurt Cobain, fundador da banda Nirvana. A Diocese era freqüentada por 90 mil fiéis, e as ações civis ajuizadas contra ela chegavam a US$ 92,3 milhões.

Mike Ross, representante de uma ONG feita para aqueles sexualmente abusados por padres católicos chamada Survivors Network of Those Abused by Priests, disse que “as vítimas não estão animadas com esse acordo, porque o que querem mesmo é ver a verdade revelada na corte”.

No mês passado, a Arquidiocese de Portland, em Oregon, ajuizou plano de reestruturação para evitar falência, pelo qual se comprometeu a pagar US$ 75 milhões para evitar condenações em 170 processos civis por abuso sexual. A Arquidiocese de Los Angeles também assentiu em desembolsar US$ 60 milhões para 45 querelantes. Outros casos famosos são o da Diocese do Condado de Orange, Califórnia, que pagou US$ 100 milhões a 87 pessoas, em 2005, e US$ 85 milhões pagos em 2003, a 552 pessoas, pela arquidiocese de Boston.

 é repórter especial da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 6 de janeiro de 2007, 17h08

Comentários de leitores

2 comentários

O Vaticano deveria excomungar a Igreja Católica...

A.G. Moreira (Consultor)

O Vaticano deveria excomungar a Igreja Católica dos EE.UU., pelos, gravíssimos, danos morais , pelo exemplo pecador incorrígivel, pelo comportamento maléfico e destruidor da imagem que a Igreja conquistou ao longo de 2000 anos e pela péssima representatividade e ruinosa gestão nas últimas décadas . Vivemos, muito bem, sem os ingleses , podemos viver, muito melhor, sem os, mundialmente, AMALDIÇOADOS, americanos !! !!!

Ora, deixe quebrar! Cadeia para todos os...

Richard Smith (Consultor)

Ora, deixe quebrar! Cadeia para todos os safados! Nos Estados Unidos os candidatos verdadeiramente vocacionados ao sacerdócio são barrados nos seminários, enquanto os homossexuais são acolhidos e estimulados, tanto quem de há muito, ser Padre é considerado "profissão gay"!!! O resultado? Está ai, à vista de todos, centenas de escândalos ("É inevitável que ajam escândalos, mas ai daqueles por quem os escândalos vem. Melhor seria para eles que se lhes amarrassem uma mó ao pescoço e os atirassem ao mar!"). E as autoridades procuram varrer para baixo do tapete os escândalos para não terem que dar conta, como RESPONSÁVEIS pela escolha dessas pessoas absolutamente incompatíveis com o sacerdócio divino. E depois ainda vem os idiotas falar mal do celibato, responsabilizando-o por esta absurda situação. Não, o problema são os pederastas que gostam de mininhos. Se não houvesse celibato algum, eles ainda assim, procurariam, para molestar, o mesmo tipo de vítima e não pessoas adultas, do sexo oposto. Só não vê quem não quer!

Comentários encerrados em 14/01/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.