Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Gravidade sinalizada

Decretada a prisão preventiva de 69 policiais no Rio de Janeiro

Acusados por crime de extorsão mediante seqüestro, corrupção passiva e envolvimento no tráfico de entorpecentes, 69 policiais militares tiveram a prisão preventiva decretada pelo juiz Marcelo Villas, da 1ª Vara Criminal de Madureira, Rio de Janeiro.

Os policiais e o chefe do tráfico da favela do Muquiço, em Guadalupe, foram denunciados pelo Ministério Público Estadual, após investigação da Polícia Federal.

O objetivo da chamada Operação Tingui foi reprimir atividade ilícita de angolanos refugiados de guerra que instruíam criminosos ligados ao tráfico de entorpecentes em diversas comunidades do Rio de Janeiro.

Na denúncia, o Ministério Público afirmou que os policiais auxiliaram a prática do crime de tráfico de entorpecentes porque deixavam de atuar na repressão ao comércio ilícito de drogas na favela em troca de dinheiro.

Marcelo Villas afirmou que o envolvimento de vários policiais militares com o crime organizado sinaliza a gravidade da situação da segurança pública no Estado.

Revista Consultor Jurídico, 5 de janeiro de 2007, 19h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 13/01/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.