Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Casamento na prisão

Marcola casa com estudante de Direito em penitenciária

Marco Willians Herbas Camacho, o Marcola, apontado como o líder da organização criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC), casou-se nesta quarta-feira (3/1). Sua mulher é a estudante de Direito Cynthia Giglioli da Silva. As informações são da Folha Online.

Em 2005, Cynthia foi presa suspeita de receber uma mesada de R$ 15 mil do caixa da facção. No total, ela teria recebido R$ 90 mil.

Na época, a então noiva de Marcola foi acusada com base em investigações da Polícia Civil de São Paulo contra o suposto tesoureiro da facção, Deivid Surur, o DVD. Segundo o advogado dela, Vitor Fachinetti, Cynthia nunca recebeu dinheiro de "grupo nenhum".

O casamento aconteceu às 11 horas no parlatório da penitenciária de Presidente Bernardes, no interior de São Paulo, considerada a mais segura do país. No parlatório, o preso que está sob o Regime Disciplinar Diferenciado, que é o caso de Marcola, permanece separado das pessoas com quem conversa por um vidro.

Revista Consultor Jurídico, 3 de janeiro de 2007, 16h18

Comentários de leitores

13 comentários

Perdoem-me Por estas e outras é que o crime ...

Tadu (Auditor Fiscal)

Perdoem-me Por estas e outras é que o crime organizado está em voga no Brasil. Os marginais, desde os mais altos escalões aos mais baixos, são exaltados pela mídia em geral e imprensa. A eles são dadas todas as benesses, todas as honras e louvores. Vamos reverenciá-los!! Fosse um ladrão de galinhas, teria este casamento sido mais um nas dezenas de penitenciarias do Brasil e passado desapercebido, pois não dá ibope e nem o governo tem interesse nele. Toda a imprensa rendeu homenagens aos noivos e divulgou as núpcias. Brasilsilsilsilsilsilsilsilsil !!!!

Quando envio algumas notícias para amigos no ex...

jorgecarrero (Administrador)

Quando envio algumas notícias para amigos no exterior, na maioria das vezes,eles ficam surpresos. Essa é mais uma notícia que provocará surpresa. Para boa parte de brasileiros, honestos, éticos e com perfeita noção de moral, não causa mais surpresa, indignação. O judiciário brasileiro, há muito, é motivo de piada e, em conseqüência, perde a credibilidade. Triste quase-fim do Brasil

Ainda bem que tem SEXO á vontade nas penitenciá...

MPMG (Promotor de Justiça de 1ª. Instância)

Ainda bem que tem SEXO á vontade nas penitenciárias do Brasil porque senão teríamos violentas rebeliões! O que não me conformo é com a dureza da penitenciárias de TODOS os outros países do mundo - bando de ignorantes - que pensam que presos devem cumprir pena e, por isso, SÓ POR ISTO, proíbe-se "visitas íntimas"!!! Para quem não sabe, este bonito "hábito" foi criado pelos próprios presos com o beneplácito das autoridades, pois estas visitas NÃO SÃO PERMITIDAS PELA LEI DE EXCEÇUÇÕES PENAIS (Lei nº 7.210/84)!

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 11/01/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.