Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Vingança de bêbado

Xerife que prendeu Mel Gibson diz que sofre perseguição

Por 

O xerife James Mee, que prendeu Mel Gibson quando ele dirigia bêbado há seis meses, diz que está sendo perseguido pelos seus superiores desde que tornou pública a frase anti-semita que teria sido dita pelo ator na ocasião. A informação é do site Findlaw

Os advogados do xerife afirmam que ele quer processar o estado da Califórnia porque desde que prendeu Gibson tem sido transferido de posto constantemente. Alegam também que, no dia da prisão, foi interrogado durante sete horas por seus superiores, investigadores confiscaram seu computador e seus registros telefônicos.

“A vida de meu cliente James Mee, bem como sua carreira, teriam evoluído de outra forma se ele não tivesse feito aquela prisão”, disse o advogado do xerife, Richard Shinee.

Mee prendeu Gibson, em 29 de julho, na praia de Malibu. O boletim de ocorrência registrado por Mee e colocado no site de notícias de celebridades TMZ dizia que Gibson “estava agressivo e disse que os judeus são os responsáveis por todas as guerras do mundo”. Mais tarde, Gibson se desculpou junto à comunidade judaica.

 é repórter especial da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 1 de janeiro de 2007, 7h01

Comentários de leitores

5 comentários

Ô gente, que absurdo! A notícia fala ace...

Richard Smith (Consultor)

Ô gente, que absurdo! A notícia fala acerca das fogueiras de vaidades hollyudianas e de repente aparecem comentários deslocados da questão! Voltando ao tema: quanta "perseguição" no torrão mais rico da chamada América, não? Os judeus se dizem insultados pelo filme de Gibson ("A Paixão"). Tentaram até mesmo a censura, dizendo que a película teria o condão de provocar "pogroms" e perseguição de judeus pelo mundo todo! Gibson agora, se diz perseguido pelos judeus, que dominam as artes cinematográficas em Hollywood (só que o filme rendeu tanto, que Gibson tem um poderoso pé-de-meia para bancar a produção que quiser). E agora o xerife que prendeu Gibson está alegando perseguição! Caraca! Vai ter perseguição assim lá no inferno, sô! E nós aqui na terrinha, perseguidos que somos pela incomPTencia desse (des)governo "que aí está" (aquele, lembram, do "espetáculo" do crescimento médio de 2,6%?), recorremos a quem? À ONU (porque nem sequer aos bispos da CNBB podemos!)? Ai, ai, ai, ai...

Enquanto a Policia for subordinada ao Poder Exe...

Sérpico (Estagiário)

Enquanto a Policia for subordinada ao Poder Executivo com certeza pressões políticas ocorrerão de um jeito ou de outro. INDEPENDÊNCIA TOTAL JÁ!!! Inamovibilidade, poder de requisição e reconhecimento de carreira jurídica. Mais respeito com o Delegado de Polícia que em muitas ocasiões acaba tendo que fazer o papel de um Juiz de Instrução ante a flagrância das situações apresentadas. Chega de falta de autoridade neste país! Nos dias atuais, ante a fiscalização do MP, não há mais espaço para abusos de poder ou qualquer das arbitrariedades ocorridas no passado.

Mas é claro que há perseguições, pois a alta cú...

MPMG (Promotor de Justiça de 1ª. Instância)

Mas é claro que há perseguições, pois a alta cúpula está sempre junto, se auxiliando. Por isto, defendo a INAMOVIBILIDADE para os Delegados de Polícia, e, também, a fusão das Polícias Civil e Militar, pois a divisão das forças estaduais só enfraquem à ambas. Aliás, eis um dos motivos porque as estaduais estão perdendo de lavada para a Polícia Federal.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 09/01/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.