Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Vídeo de testemunha

Preso nos Estados Unidos diz ter provas de que é inocente

Michael Skakel é a estrela do noticiário jurídico dos Estados Unidos esta semana. Ele ajuizou ação, na segunda-feira (26/2), na Justiça americana. Michael Skakel afirma que tem uma testemunha capaz de provar em juízo que não foi ele quem cometeu um assassinato, em 1975, que o levou à cadeia. As informações são do site Findlaw.

Michael Skakel é primo de Ethel Skakel Kennedy, que era casada com o ex-ministro da Justiça dos Estados Unidos, Robert Kenendy, assassinado em 1968, com quem teve 11 filhos.

Hoje com 47 anos de idade, Michael Skakel tem em mãos a testemunha Gitano "Tony" Bryant. Segundo a testemunha, dois de seus amigos, e não Michael, mataram em 1975 uma menina de 15 anos de idade, Martha Moxley. Michael Skakel está atrás das grades cumprindo pena de 20 anos.

Em um lance hollywwodiano, Michael Skakel contratou o detetive particular Vito Colucci Jr. para esclarecer o caso. Agora, dispõe de um vídeo, gravado em 2003, no qual a testemunha Gitano "Tony" Bryant conta que sabe quem são os reais assassinos da menina. Mas Byant, com medo de se auto-incriminar na denúncia, alega estar protegido pela Quinta Emenda à Constituição dos Estados Unidos. A emenda o protege de ser incriminado pelo próprio testemunho. O caso terá sua primeira audiência no próximo dia 7 de março em Miami.


Revista Consultor Jurídico, 28 de fevereiro de 2007, 0h02

Comentários de leitores

1 comentário

E os juízes e promotores ainda insistem em dar ...

João Bosco Ferrara (Outros)

E os juízes e promotores ainda insistem em dar valor quase absoluto às provas circunstanciais. Quando é que vão aprender?

Comentários encerrados em 08/03/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.