Consultor Jurídico

Comentários de leitores

35 comentários

Dr. Mineiro, estas são parte de suas palavras "...

Manente (Advogado Autônomo)

Dr. Mineiro, estas são parte de suas palavras "enquanto os advogados,ao contrário, DEFENDEM o criminosos"!!! Ninguém tem bola de cristal para advinhar o seu sentimento. Não trata-se de interpretação, trata-se de uma colocação mais adequada. Numa próxima oportunidade, por fineza, seja mais claro. Um excelente dia, e peço licença para fazer das palavras dos Drs. Dijalma Lacerda, Otavio Augusto, às minhas também, ou seja, "Homens de bem, unamo-nos".

É um projeto louvável que traz como pressuposto...

Fernando Rizzolo (Advogado Autônomo)

É um projeto louvável que traz como pressuposto mais uma prerrogativa do Advogado , uma vez que Juízes e Representantes do Ministério Público já possuem essa prerrogativa. Nada mais justo, ou será que a vida e a integridade física desses últimos valem mais que a nossa ? Agora querer misturar pebliscito com a discussão é pura manobra diversionista !!

Uau! Mas que coisa, não?! Os nobres sr. ...

Richard Smith (Consultor)

Uau! Mas que coisa, não?! Os nobres sr. advogados que foram, na sua maioria, defensores do "SIM" no enganador e totalitário plebiscito promovido pelo (des)governo "que aí ainda está" agora querem para si o direito de portarem armas? De se notar que a inscrição das ditas cujas, a expedição da autorização para compra de munição, etc. seria feita PELA OAB, e não pela Polícia Civil ou pela Polícia Federal de cada estado!!! Ora, a mesma autarquia federal que julga que não é uma autarquia federal e que, portanto, não tem de prestar contas a ninguém, é que iria "fiscalizar" e "autorizar"? Hum. Depois, porque somente aos advogados o privilégio? Mais uma leitura "isonômica" da lei? Os dentistas não estão sujeitos a atenderem um tipo truculento que possa ameaçar a sua incolumidade física? E E os médicos, de postos de saúde dos arrabaldes (ou nem tanto) de quem se menciona que um grande número já foi vítima de agressões por parte de familiares e de bandidos da região, já enfrentaram ataques para resgates de marginais feridos, etc? E os professores, que sofrem agressões de "alunos" em aula e de traficantes em volta das escolas? E os carteiros, os marcineiros, os operadores de máquinas xerox, os manobristas, os pastores, os...? Ficam então evidenciadas duas falácias muito preocupantes: a) na atual circunstância, quem protege a nós, cidadãos, expostos a todo o tipo de risco, no que tange à segurança? Razão pela qual, absurda a intervenção estatal para o desarmamamento docidadão, primeiro pelo malfadado "plebiscito" e agora, pelas escandalosas e CONFISCATÓRIAS taxas de licenciamento, para as quais não se ouve um "piu" por parte da OAB; b) A atitude da nobre classe dos "operadores do direito" quanto ao pretenso direito de portar armas, de rresto negado aos demais cidadãos, evidencia um viés, como no célebre romance "A Revolução dos Bichos", de se acharem mais "iguais" do que os outros e que inclusive coloca em questão o equilíbrio emocional necessário ao porte e ao uso (sempre pressuposto, no caso) d armas. Um caso para se refletir, sem dúvida alguma. Mas será

Maravilha de projeto. O nobre deputado que o ap...

João Bosco Ferrara (Outros)

Maravilha de projeto. O nobre deputado que o apresentou precisa agora trabalhar para vê-lo aprovado!!!

Juizes e promotores já gozam desse privilégio (...

paecar (Bacharel)

Juizes e promotores já gozam desse privilégio (se é que é um privilégio) do porte de armas, e agora é a vez dos advogados. Estranhamente os oficiais de justiça (sou um) tem que enfrentar o perigo nas ruas desarmados mesmos. E sempre o fizeram.

Além de conter falhas, o projeto não traz signi...

Marcelo (Advogado Autônomo)

Além de conter falhas, o projeto não traz significativa melhoria para a segurança dos advogados. Quantos milhares de mortes têm como vítimas magistrados e membros do Ministério Público, sendo que estes já têm o "benefócio" do porte? De que adianta o advogado poder portar sua arma apenas no veículo de sua propriedade? Então, se estiver conduzindo o veículo do filho, do amigo, do cunhado, ou da esposa, estará cometendo o crime de porte ilegal de arma de fogo? Qual o sentido (se é que não se quer discriminar os advogados em relação aos magistrados e membros do MP) de se impor que o advogado deixe sua arma na portaria dos Fóruns? Mesmo que tal projeto seja aprovado, mesmo com tais falhas, acredito que não trará benefício à classe. Muito bem lembrada a estatística trazida pelo ilustre Promotor de Justiça "Mineiro". Não que eu seja contrário ao porte, mas todo cidadão, cumprindo os requisitos legais, pode portar uma arma. Não vejo porque uma alteração legislativa com esse fim. O Congresso tem outras preocupações maiores para se concentrar.

Calma, calma Mineiro. O Dr. Djalma é amigo noss...

Rossi Vieira (Advogado Autônomo - Criminal)

Calma, calma Mineiro. O Dr. Djalma é amigo nosso, ilustre advogado da cidade de Campinas- S.P., ex- Presidente daquela subseccional. Leia o último parágrafo do texto dele. Estamos num espaço livre. E é Carnaval.Unamo-nos, homens de bem ! otavio Augusto Rossi Vieira, 40 advogado criminal em São Paulo

Vou colocar mais uma vez: não há discriminação ...

MPE (Promotor de Justiça de 1ª. Instância)

Vou colocar mais uma vez: não há discriminação entre advogados, juízes e promotores. O porte de arma dos últimos advém da profissão pública de combate ao crime e nada mais. E retornando ao que disse para quem não conseguiu entender: preenchidos os requisitos de segurança (treinamento , inexistência de antecedentes criminais, avaliação psicológica, registro da arma, controle minucioso pea Polícia etc), TODOS deveriam ter direito ao porte de arma. Mas reitero que não acredito que isto vá melhorar em nada a proteção pessoal da vítima. Estatítica citada pelo Prof. Fernando Capez diz que de cada 16 reações armadas à roubos/crimes diversos, apenas uma tem sucesso enquanto outras 15 terminam mal. E, dr. Djalma, se o senhor desconhece, o pseudônimo é opcional, e ninguém é desmerecido por isto, salvo na sua abalizada opinão... Combata as idéias e não o autor, se puder, pois atacar este é estratégia antiga e de quem não tem argumentos, e, portanto, fadada ao insucesso. Perceba, ainda, se puder, que ao se arvorar em censor do uso do pseudônimo - quando o próprio site é que dá esta a opção! -, o senhor demonstrou a existência de uma veia pulsante antidemocrática. Lamentável.

Na minha modesta concepção, todo cidadão de b...

Dijalma Lacerda (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Na minha modesta concepção, todo cidadão de bem deveria ter o direito de portar arma. Não vejo sentido nessa colocação tola feita por uma pessoa, que aqui usa codnome, sedizente Promotor, de que haveria diferença, na nobre busca pela consecução da Justiça, entre magistrados, promotores e advogados. Sinceramente ! Por outro lado, gostaria que o nobre missivista se ativesse à realidade do mundo fenomênico que nos cerca, e se lembrasse, mesmo que fosse por um minuto apenas, que infelizmente todos, todos mesmo, estão sujeitos a um dia praticar algum tipo de delito. Será que é tão difícil assim "cair na real" e concluir que somos todos igualmente humanos? Agora mesmo, há poucos dias, aqui mesmo nesta revista eletrônica, foi noticiado que um Promotor de uma cidade do interior do Estado, já pela terceria vez teve seu nome envolvido em denúncia perante o órgão especial do Tribunal de Justiça. Enfim, o bom será que todos os homens de bem dêem as mãos contra essa brutal criminalidade que grassa em nosso país, em crescente desenvolvimento, que por pouco ainda não nos engoliu totalmente. Homens de bem, unamo-nos.

O promotor público Mineiro tem justificada razã...

Rossi Vieira (Advogado Autônomo - Criminal)

O promotor público Mineiro tem justificada razão no cometário. Advogados defenderam os promotores públicos paulistas que, um assassinou a mulher grávida e o outro assassinou um jogador de basquete e ainda feriu um outro garoto. Os promotores portavam a arma,e a utilizaram, cujo porte advém da natureza da profissão. Se considerarmos ambos os promotores como criminosos ( e um deles ainda não foi julgado), o Mineiro tem total razão. De resto a Lei é muitíssimo bem vinda. Parabéns ao Deputado. Otavio Augusto Rossi Vieira, 40 advogado criminal em São Paulo.

Dr.Douglas: se o senhor entendesse a diferença ...

MPE (Promotor de Justiça de 1ª. Instância)

Dr.Douglas: se o senhor entendesse a diferença entre defender o "CRIME" - o que o advogado NÃO faz - e o apontado como "CRIMINOSO" - o que o advogado faz - o doutor entenderia o meu 1º comentário. Ocorre que os argumentos da OAB servem para quaisquer classes de trabalhadores (médicos, dentistas, engenheiros etc) e não trabalhadores - ou seja, para todos! Pessoalmente, não acredito em nenhuma proteção à mais para quem anda armado, mas acredito que, preenchidos deteminados requisitos, TODOS deveriam ter direito à posse de arma em casa, carro e escritório/trabalho.

Advogados defedem criminosos, porém em muitos c...

Roberto Fernandes Rocha Barra Dias Moreira (Advogado Associado a Escritório - Criminal)

Advogados defedem criminosos, porém em muitos casos funiona como assitente de acusação,insto no Processo Penal. Nós também patrocinamos causas de muitos litígios que envolevem outros direitos que não a liberdade, por esta razão somos ameaçados direto, por ex-maridos; Pais que perderam a guarda do filho ou o poder familiar;Grandes exeções de NP e outros títulos de crédito; Revisões de separações litigiosas; Maridos que batem em mulheres e são condenados com a nossa ajuda;Reintegração de posse dos Sem-Terra;Dissolução parcial de sociedades;Ações tralhistas que envolvem grandes somas e tantas outras causas que na verdade, o Estado deveria nos mandar um veículos blindado e com motorista;Nós e os demais operadores do direito,somos os responsáveis pela aplicabiliade da lei no Pais.Nós ajudamos o Estado a fazer uma prestação jurisdicional mais ética mais justa, oferecendo aos Juizes e Promotores subsidios impostantes para tomada de decisões.Sou a favor nâo para usar indiscriminadamente mas è para que saibam que temos arma,sabemos e podemos recorrer a ela em casos de emregência.Parabéns pela Iniciativa.O que deve ser conjugado, não deve ser somente o tempo de inscrição na OAB,mas tabém a idade mínima.Para os mais velhos,acima de 4O anos, a qualquer tempo. Tem muita experiência para dar e vender. Vamos lá.

Espero que após a sua aposentardoria, não vá AD...

Manente (Advogado Autônomo)

Espero que após a sua aposentardoria, não vá ADVOGAR, pois, COM CERTEZA, A OAB, não faz qüestão de tê-lo em seu quadro de profissionais inscritos.

É, triste, infeliz e preconceituoso o comentári...

Manente (Advogado Autônomo)

É, triste, infeliz e preconceituoso o comentário elaborado pelo comentarista anterior. Não se esqueça Mineiro que " O advogado é indispensável à administração da justiça"; Assim como "ao Ministério Público promoverá e fiscalizará a execução da lei"; Vou deixar no ar algumas qüestões para que VVOOSSSAA EEXXCCEELLÊÊNNCCIIAA, nos esclareça: 1) O senhor ou algum de seus ente queridos já precisaram constituir advogado(s)? 2) Por que a mágoa ou a preocupação com a classe dos ADVOGADOS"? 3) Explique a seguinte e infeliz colocação: "enquanto os advogados,ao contrário, DEFENDEM o criminosos". Não se esqueça de quem tem telhado de vidro não deve jogar pedras para cima. Cadê o IIGOORR, SENHOR MINEIRO?

Não há tratamento diferenciado algum entre prom...

MPE (Promotor de Justiça de 1ª. Instância)

Não há tratamento diferenciado algum entre promotres, juízes e advogados, pelo simples fato de que juízes e promotores são AGENTES PÚBLICOS de combate à criminalidade, enquanto os advogados,ao contrário, DEFENDEM o criminosos!!!

Comentar

Comentários encerrados em 27/02/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.