Consultor Jurídico

Comentários de leitores

9 comentários

A Suprema Corte americana derrubou nesta terça-...

Band (Médico)

A Suprema Corte americana derrubou nesta terça-feira um veredicto que determinava o pagamento de US$ 79,5 milhões pela fabricante de cigarros Philip Morris à viúva de um fumante como indenização pela morte do marido. Hospitais é que devem ser responsabilizados pelo código do consumidor! Imagina prejudicar a indústria do dano físico e moral? Responsabilidade objetiva é apenas daqueles que se dedicam a salvar vidas e melhorar a saúde da pessoas! Consumidor não precisa saber que tratamentos podem resultar em efeitos indesejáveis, só no vício é que devem saber o que sempre é escondido na Terra de Malboro pela indústria !

Caro Rossi Vieira Não é nem discurso, mas um...

Band (Médico)

Caro Rossi Vieira Não é nem discurso, mas uma montanha de dúvidas e um enorme problema de saúde pública. Colocar nas carteiras bulas não diminui o dano do cigarro, das bebidas alcoólicas nem mesmo iniciamos a proibição das propagandas e nem conseguimos inibir a venda para menores! Fico comovido com o seu otimismo que isto venha a ser conseguido com todas estas drogas tradicionais e mais com as sintéticas que estão entrando no mercado! Realmente, para a século XXI, Marcola é um visionário das oportunidades empresariais e de seus novos maneiras de justificá-las! Um profeta libertário contra a hipocrisia da sociedade. Descriminalizar é difícil, mas mais ainda é criminalizar ou mesmo voltar a fazê-lo quando as coisas dão erradas! Certamente o dinheiro que não temos para abrir novas vagas nos presídios sobrarão para criarmos em nosocômios e rede ambulatorial para tratar mais pessoas destruídas por ela! Com álcool e tabaco a conta nunca empatou!

Ok Band, compreendo seu discurso. Minha tese é...

Rossi Vieira (Advogado Autônomo - Criminal)

Ok Band, compreendo seu discurso. Minha tese é o reverso da tua. Sou favavorável à legalizaçao e produção pública das dogras consideradas ilícitas. Tal qual o álcool e tabacos @fumos. A criminalização do tráfico não atendeu às expectativas de brecar o mercado mundial. Ao contrário, valoriza o negócio e os malfeitores dos cartéis inundam o mundo com dinheiro ilícito. O consumidor poderia saber exatamente o que se está ministrando em seu corpo, como as bulas, indicariam o uso, a dose certa, contra indicações. É mais honesto para todos. Descriminalizar condutas é tarefa difícil. Nos próximos anos será tarefa fácil. Estamos no início do século XXI e nossas mentes deverão interagir com novas idéias e menos embates. Otavio Augusto Rossi Vieira, 40 advogado criminal em São Paulo

Assumir isto seria assumir a falência da socied...

Band (Médico)

Assumir isto seria assumir a falência da sociedade e do estado! Deveríamos permitir o assassinato pelo neodiscurso que cadeia não resolve e que é um problema social? Que as vítimas se danem e parem de pedir proteção! Penso que neste caso devemos dar a presidência para o Marcola, pelo menos ele tem mais capacidade de atingir os seus objetivos e sabe que depois do 9 vem o 8 e não o 10! Mas a questão não é econômica, mas de saúde pública. Seria agregar a tragédia do alcoolismo à soma de todas as outras drogas usadas livremente, e não neste pequeno volume atual. Quanto custaria para a nação em custos econômicos e sociais, em vidas destruídas? Não temos cobertura de postos de saúde, re-hidradante oral, penicilina em grande parte do nosso país, passar a gastar mais em termos de drogaditos e destruídos definitivos como o álcool faz? Será que colocar das caixinhas de ampolas ou de pó pessoas destruídas teria resultados? O fim da lei seca não acabou com a máfia e elevou o alcoolismo a números assustadores! O crime emigra para novos negócios, novas drogas, novos meios!

Caro Band, o médico: por isso, segundo o seu co...

Rossi Vieira (Advogado Autônomo - Criminal)

Caro Band, o médico: por isso, segundo o seu comentário, a melhor saída é a descriminalização e a legalização das drogas.Assim, a grana, money, tutu ficaria nas mãos do Estado e não dos magnatas traficantes. Esse conceito repressivo é política norte americana que tem mais de 1.000.000 de indivíduos presos nas cadeias por uso e tráfico de drogas. E ao que tudo indica, a galera continua usando droga pesada naquele país. Só cocaína, eles perdem da Alemanha, sendo o primeiro país em consumo no mundo. É hora de mudar essa política. E não esqueça, o Estado de Pernambuco - no Brasil é o primeiro em produção de canabis sativa L, ganhando do Paraguai inteiro, como país. Diga-me Band, onde está toda essa grana ? Se há produção há consumo ! Otavio Augusto Rossi Vieira, 40 advogado criminal em São Paulo.

Não há dúvidas para a sociedade que o consumido...

Band (Médico)

Não há dúvidas para a sociedade que o consumidor é que sustenta os traficantes e não os traficantes que criam consumidores. Ninguém fica viciado comendo balinhas na saída da escola, e fica dependente usando uma que outra vez. Vai ter que usar muito por muito tempo, sempre iniciado por um amigo, para acabar dependente! Para o júbilo dos magnatas das drogas, se prega a impunidade do consumidor (receptadores do roubo) que permite o livre comércio e eleva os custos das mesmas. Incluindo os custos sociais desta impunidade!

Tecnicamente, não é a melhor solução, como já e...

Luismar (Bacharel)

Tecnicamente, não é a melhor solução, como já explicou o Sérgio Niemeyer, mas o STF deu um jeitinho. Às vezes o STF se esforça pra consertar as besteiras do legislador como no caso da vedação de progressão aos crimes hediondos. Mas aí, depois de um tempo, muda a composição do tribunal, alguns ministros dão "overrule" sobre suas primitivas decisões e tudo muda de figura.

Em suma, quem for pego usando ( portando) droga...

Rossi Vieira (Advogado Autônomo - Criminal)

Em suma, quem for pego usando ( portando) droga, cuidado ! Aos moldes da Lei elaborada na época da repressão vai ser levado ao famoso DP, assinar um documento ( isso se a autoridade policial do plantão estiver de bem com a vida e não acusá-lo de traficante) e aguardadr ser chamado no fórum. Ou seja, continua crime ou infração sui generis com natureza criminal ( que tal ?). De qualquer forma, num caso como esse, sui generes ou não, procure um advogado de confiança. ! Não entre numa DP sozinho. Otavio Augusto Rossi Vieira, 40 advogado criminal em São Paulo

Bravíssimo!!!!

Radar (Bacharel)

Bravíssimo!!!!

Comentar

Comentários encerrados em 27/02/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.