Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Fim da disputa

Empresa acusada de gerar perdas faz acordo milionário nos EUA

A empresa Qwest Communications, seus diretores e anunciantes terão de desembolsar US$ 45 milhões por causa de um acordo judicial. A empresa fazia acordos com o segundo maior fundo de pensões dos Estados Unidos e foi acusada de ter gerado perdas de US$ 1,6 bilhão para investidores, graças a auditores que inflaram artificialmente o preço das ações.

Agora, o acordo põe fim a uma disputa ajuizada na corte superior de São Francisco pelo Sistema de Professores Estaduais Aposentados da Califórnia contra a Qwest, seu ex-chefe Joseph Nacchio e seis consultores. As informações são do site Findlaw.

Os anunciantes acusados são o Citigroup Global Markets, Lehman Brothers, J.P. Morgan Securities Inc., Bank of America Securities, Merrill Lynch & Co. e Arthur Andersen LLP.

O Sistema de Professores Estaduais Aposentados da Califórnia afirma que mantém um investimento de US$ 157 bilhões, em nome de 800 mil educadores públicos. Em outubro de 2004 a Qwest já havia pago US$ 250 milhões como acordo judicial para encerrar outra pendenga gerada em fundos de pensão.

O executivo da Qwest, Joseph Nacchio, pagará de seu bolso US$ 1,5 milhão como parte do acordo judicial.

Revista Consultor Jurídico, 14 de fevereiro de 2007, 16h21

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 22/02/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.