Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Fim de jogo

Técnico espanhol é absolvido de ofensas racistas a atacante

O técnico da seleção espanhola de futebol, Luis Aragonés, foi absolvido na terça-feira (6/2) da acusação de racismo por comentários feitos sobre o atacante francês Thierry Henry. O atacante é aquele que fez o gol no Brasil. “O tribunal aceitou recurso interposto contra resolução do Comitê Espanhol de Disciplina Desportiva. A resolução foi declarada ilegal e contrária ao direito”, afirmou comunicado da Real Federação Espanhola de Futebol, sobre decisão do Tribunal Central número 5 de Madri.

Em outubro de 2004, Aragonés foi flagrado comentando com o atacante Jose Antonio Reyes, então jogador do Arsenal, que ele era melhor do que seu companheiro de equipe, referindo-se a Henry como “negro de mierda”.

"A RFEF espera que se levem a cabo todas as atuações possíveis para restaurar o bom nome do nosso treinador nacional e dos comitês das RFEF”, diz o comunicado.

A federação espanhola já havia condenado o técnico a pagar uma multa de 3 mil euros (cerca de R$ 8,7 mil) por considerar seu comportamento “contrário a boa ordem do esporte”. A entidade não disse se ele pagou ou terá que pagar ainda a multa.

“Meu advogado me contou hoje (terça) de manhã”, revelou o treinador Aragonés. “Eu tive que apelar à primeira decisão porque não fiz nenhuma ofensa, diferentemente do que se diz por aí. Isso era uma mancha na minha reputação”, prosseguiu.

Quando o escândalo estourou, o treinador se desculpou depois das numerosas críticas, dizendo que não pretendia ofender ninguém e que sua consciência estava limpa.

A controvérsia aumentou depois que ele fez uma enérgica defesa de suas declarações. No mês seguinte ao fato, o Espanha jogou contra a Inglaterra em Madri. A torcida espanhola disparou vários insultos racistas aos jogadores negros ingleses.

A decisão tomada é definitiva. Nenhuma das partes envolvidas pode recorrer.

Revista Consultor Jurídico, 8 de fevereiro de 2007, 19h19

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 16/02/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.