Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Diretoria provisória

É nomeado interventor para Federação de Futebol do Rio

O delegado de Polícia Hekel Raposo foi nomeado interventor judicial da Federação de Futebol do Rio de Janeiro. A decisão foi tomada pela juíza Márcia Cunha, da 7ª Vara Empresarial do Rio, a pedido de Ministério Público.

Raposo vai responder pela gestão da federação até que seja empossada a diretoria. O interventor judicial deverá também presidir as eleições que serão feitas no prazo de 30 dias. Raposo terá de prestar contas de sua atuação no prazo de cinco dias após o encerramento de suas atividades.

A destituição da direção da Ferj foi determinada pela juíza em fevereiro do ano passado. Ela julgou procedente a Ação Civil Pública movida pelo MP contra a federação e afastou a diretoria da entidade, com eleição de novos diretores em 30 dias. Logo depois, em outra decisão, foi nomeado um interventor judicial para conduzir a entidade até a posse da nova diretoria.

Como o interventor acabou renunciando, a 4ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça fluminense, que julgava a apelação da Ferj, nomeou um substituto. O Ministério Público entrou com pedido de Mandado de Segurança ao Órgão Especial do TJ do Rio. Foi concedida liminar para suspender os efeitos da determinação. Segundo o Órgão Especial, a nomeação do interventor não foi alvo de impugnação pela federação. Com isso, a competência para a indicação ficou da 7ª Vara Empresarial.

Revista Consultor Jurídico, 7 de fevereiro de 2007, 21h48

Comentários de leitores

1 comentário

Por que o Delegado? Deveria ter nomeado o Waldo...

Ruberval, de Apiacás, MT (Engenheiro)

Por que o Delegado? Deveria ter nomeado o Waldomiro Diniz ou o Churrasqueiro.

Comentários encerrados em 15/02/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.