Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Acordo judicial

Rádio é condenada por pegadinha sobre terrorismo nos EUA

Por 

A Turner Broadcasting Systems, uma rádio de Boston, e uma agência de publicidade concordaram em pagar US$ 2 milhões para ressarcir os danos causados à ordem pública por causa de uma “pegadinha” de mau gosto. Foram instalados pequenos aparelhos eletrônicos na área pública da cidade e, posteriormente, dois homens contratados começaram a espalhar a notícia de que se tratava de artefatos terroristas. As informações são do site Findlaw.

Na ocasião, esquadrões anti-bomba foram acionados e pontes e estradas fechadas. As autoridades policiais encontraram três dúzias de artefatos eletrônicos, numa caixa de papelão, em que uma charge mostrava a mão fazendo gestos obscenos.

Os aparelhos eletrônicos falsos estavam instalados, sobretudo, em estações do metrô e pontes. Faziam parte de uma campanha publicitária do novo desenho animado do canal a cabo Cartoon Network, chamado “Aqua Teen Hunger Force".

A campanha já ocorrera em outras nove grandes cidades dos Estados Unidos, mas sem ter causado estardalhaço ou problemas.

Dois homens foram pagos para distribuir os alertas de bomba na cidade: Peter Berdovsky, 27 anos, e Sean Stevens, 28 anos. O Ministério Público Estadual ainda não decidiu se vai ou não denunciá-los. A procuradora-geral Martha Coakley definiu o acordo judicial como “uma lição dolorida”

A rádio Turner Broadcasting Systems é uma divisão da gigante Time Warner. A agência de publicidade Interference, com sede em Nova York, é uma das maiores dos Estados Unidos. Ambas divulgaram comunicado pedindo desculpas às autoridades e assumindo total responsabilidade civil do caso.

 é repórter especial da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 6 de fevereiro de 2007, 15h53

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 14/02/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.