Consultor Jurídico

Comentários de leitores

5 comentários

D E M O R O U !

futuka (Consultor)

D E M O R O U !

Palmas à atuação do Ministério Público do Estad...

Fabricio (Advogado da União)

Palmas à atuação do Ministério Público do Estado de São Paulo. De fato, os cargos públicos privativos de concursados não podem ser ocupados por apadrinhados políticos. Falando nisso, quando é que o mesmo Ministério Público do Estado de São Paulo vai determinar a volta dos Procuradores de Justiça que atuam perante o TCE, em obediência à determinação do Conselho Nacional do Ministério Público, que exigiu a instituição de carreira própria de Ministério Público Especial de Contas, como no TCU? Talvêz seria esta a oportunidade do senhor Prorucador-Geral instaurar inquérito civil para apurar a omissão do TCE em criar a carreira própria, e devolver os Procuradores de Justiça em desvio de função...

Com razão age o TCE-SP. QUIÇA, idêntico comport...

Gonzaga Cunha (Advogado Autônomo)

Com razão age o TCE-SP. QUIÇA, idêntico comportamento fosse adotado pelos Sr. Promotores Estaduais. O mau permance não só nos TCs.dos demais estados, mas também e com ênfase, nos TJ. Estes, em especial. No Ceará, com a mais absoluta certeza. Se há de notar tabém, que o ato maléfico permanece e com respingos nos tentáculos finais da Administração pública executiva; As Prefeituras. Para ali foram direcionados os servidores parentes, demitidos em razão da decisão do CNJ. As administrações municipais absorveram de direito, de modo a permanecer a tramoia. De direito funcionários requisitados, exercentes de funções de confiança; de fato, corporeamente (corpo e alma), nos gabinetes de seus parentes. As administrações municipais se prestam apenas a oficializar as contratações. (FUNÇÕES DE CONFIANÇA). BOM MESMO SERIA E SERÁ, QUE AS FUNÇÕES DE CONFIANÇA PASSEM A SEREM EXERCIDAS POR PESSOAS CONCURSADAS E QUE MEREÇAM A CONFIANÇA DE QUEM OS REQUISITA. Não importa em que Órgão ou entidade pública estejam a prestar serviços. Importa sem que sejam concursados.A remuneração deverá ser acrescida apenas do natural percentual do exercício do cargo ou função. É como penso.

Enquanto membros do TCE continuam a praticar a ...

Rafael Coelho (Advogado Sócio de Escritório)

Enquanto membros do TCE continuam a praticar a repugnante prática do nepotismo, continuo a estudar para ser aprovado em disputados concursos com salários, em sua grande maioria, inferiores aos pagos aos filhotes desses canalhas que desmoralizam o serviço público. Esse é o Brasil do Lula.

Não sei o que mais tem que "apurar" ou "investi...

Pinheiro (Funcionário público)

Não sei o que mais tem que "apurar" ou "investigar". Não basta checar se os funcionários são mesmo parentes ou não?

Comentar

Comentários encerrados em 5/01/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.