Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Quinto dos tapas

Advogados saem no tapa em sessão da OAB de Alagoas

Por 

Uma reunião do conselho da OAB de Alagoas terminou em agressões verbais e físicas entre os advogados. Durante a confusão, dois vidros foram quebrados. O advogado Márcio Guedes foi suspenso por 90 dias.

Na segunda-feira (17/12), o conselho estava reunido para julgar o recurso de cinco advogados que concorrem a uma vaga de desembargador no Tribunal de Justiça de Alagoas pelo quinto constitucional.

Os problemas começaram quando discutiam o caso do advogado Antonio Fernando Menezes Batista Costa. Ele acusava Guedes de ter incluindo indevidamente um documento ao processo. Guedes, que também é procurador do Estado, rebateu a acusação e começou a chamá-lo de “lobista”. Costa então ficou irritado com as agressões verbais e começou a trocar socos com Guedes.

A Polícia Militar foi acionada para acalmar os ânimos. Logo após, o conselho decidiu por unanimidade suspender Guedes por 90 dias. Revoltado, o advogado quebrou dois vidros da sede da OAB.

“Fomos violentamente agredido por capangas de Fernando Costa e dois conselheiros da OAB no momento em que estávamos sendo mobilizados. Apanhei muito na cabeça, no rosto e nas costas”, afirmou Guedes em nota. O advogado afirma que em toda confusão apenas apanhou. Ele prometeu processar a OAB por danos físicos e morais. No texto, ele afirma que Costa trabalha para usineiros e para o governador Teotônio Vilela Filho (PSDB).

O presidente da OAB de Alagoas, Omar Coelho de Mello, confirmou ao jornal Gazeta de Alagoas que Guedes foi o primeiro a apanhar. Em nota da entidade, Coelho disse ainda que o advogado tem um blog no qual costuma macular a imagem da OAB.

“Guedes escreve no seu blog expressões como ‘OABzeinha de merda’. É inconcebível que um advogado inscrito na OAB faça declarações que tentem manchar a imagem da entidade”, disse o presidente da seccional. Coelho afirma que pedirá a cassação definitiva da carteira de advogado de Guedes.

A OAB não aceitou a candidatura de Costa ao TJ, mas ele não foi suspenso pela confusão porque a entidade considerou sua atitude como legítima defesa. Guedes ainda não foi comunicado oficialmente da suspensão.

A Consultor Jurídico procurou a OAB-AL e o presidente da entidade nesta sexta-feira (21/12), mas não foi atendida. No escritório do advogado Fernando Costa, também ninguém atendeu aos telefonemas.

 é repórter da revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 21 de dezembro de 2007, 19h25

Comentários de leitores

15 comentários

O ingresso à magistratura através do quinto con...

Paulo Jorge Andrade Trinchão (Advogado Autônomo)

O ingresso à magistratura através do quinto constitucional, tem que ser urgentemente revisto. É legal, mas não moral!

A escolha "política", e não por conhecimento ju...

Felipe Morais (Bacharel)

A escolha "política", e não por conhecimento jurídico, de alguns Desembargadores é uma mácula que deveria ser extirpada de vez do Poder Judiciário. Enquanto assim for, veremos decisões tendenciosas e vergonhosas nos tribunais de segunda instância.

Rs rs rs... NADA MELHOR QUE SER DESEMBARGADOR, ...

sergio (Advogado Autônomo - Família)

Rs rs rs... NADA MELHOR QUE SER DESEMBARGADOR, NEM QUE SEJA NECESSÁRIO SAIR NO TAPA para tal!!!

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 29/12/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.