Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Influência política

Ex-prefeito acusado de assassinar vereador continuará preso

Está mantida a prisão preventiva de Rui César Mendonça, ex-prefeito de Turvelândia, cidade do interior de Goiás, acusado de ser o mandante do assassinato do vereador Odaelson Araújo, ocorrido em maio de 2006. O pedido de Habeas Corpus foi negado nesta terça-feira (18/12) pela 1ª Turma do Supremo Tribunal Federal. Para os ministros, o decreto de prisão está devidamente fundamentado.

De acordo com a ação, há indícios concretos de que Mendonça poderia utilizar de sua influência política e econômica para constranger testemunhas no processo e co-réus que teriam acusado o ex-prefeito de ser o mandante do crime. Os ministros também afastaram a alegação de excesso de prazo da prisão por entender que o processo é complexo e envolve vários réus.

Mendonça está preso em Rio Verde, cidade goiana que fica a cerca de 100 quilômetros de Turvelândia, e aguarda seu julgamento pelo Tribunal do Júri. Ele foi detido em junho de 2006.

Prefeito de Turvelândia entre 1997 e 2004, Mendonça é tio do atual prefeito da cidade, Eduardo Mendonça. Segundo a denúncia, o homicídio do vereador teria sido motivado pelo fato de ele investigar supostos atos de improbidade ocorridos na gestão do atual prefeito.

Como a defesa alegou que Mendonça está com a saúde debilitada, a Turma determinou que ele seja submetido a um exame de saúde.

HC 92.951

Revista Consultor Jurídico, 19 de dezembro de 2007, 0h00

Comentários de leitores

1 comentário

Celso Daniel e o Toninho do PT, esses ninguém ...

Helena Fausta (Bacharel - Civil)

Celso Daniel e o Toninho do PT, esses ninguém sabe porque morreram... e muito menos quem mandou matar...

Comentários encerrados em 27/12/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.