Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Jogo violento

Jogador é condenado por agredir juiz durante a partida

Um jogador de futebol foi condenado por ter agredido o árbitro da partida com um soco no rosto. A sentença do juiz Eduardo Giovelli, da Comarca de Restinga Seca (RS), foi confirmada por unanimidade pela 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul.

Segundo o processo, a agressão aconteceu no final da partida do campeonato municipal de Restinga Seca. Com fraturas em vários dentes, o juiz ficou incapacitado para suas ocupações por mais de 30 dias. Para a Justiça ficou caracterizada a lesão corporal de natureza grave, com pena de um ano e seis meses de reclusão, em regime inicial aberto, substituída por prestação de serviços à comunidade e multa.

O desembargador Vladimir Giacomuzzi, relator, ressaltou que durante a instrução do processo nenhuma das testemunhas ouvidas confirmou que o árbitro tenha ofendido o jogador. Foi registrado que o jogo transcorreu de modo normal, sem nenhuma animosidade aparente.

“Ao que parece, tudo se deveu ao fato de o árbitro haver anulado um gol feito pelo acusado. O réu, no intervalo, foi tomar satisfação da vítima e acabou agredindo-o a socos.” A condenação do acusado está de acordo com o que os autos contêm, concluiu o desembargador. Também participaram do julgamento os desembargadores Newton Brasil de Leão e Elba Aparecida Nicolli Bastos.

Processo: 70019406529

Revista Consultor Jurídico, 14 de dezembro de 2007, 0h00

Comentários de leitores

1 comentário

Estamos diante da famigerada decisão teratológi...

adv ()

Estamos diante da famigerada decisão teratológica. A vítima perde vários dentes da boca e ao agressor é aplicada apenas a pena mínima, que ainda por cima é convertida em restritiva de direitos, em flagrante viloação do art. 44 inc.I do Código Penal. Acho que esse árbitro deveria mandar entrar em campo, urgentemente, um bom assistente de acusação.

Comentários encerrados em 22/12/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.