Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Prova da Ordem

Bacharéis prestam Exame de Ordem em São Paulo nesse domingo

Cerca de 25 mil candidatos fazem neste domingo (9/12), o Exame de Ordem promovido pela seccional paulista da OAB. Este número está abaixo do total de candidatos que prestaram os exames de final de ano anteriores. "Podemos atribuir essa redução ao fato de que alguns cursos não conseguiram se organizar para realizar a colação de grau no prazo estipulado pelo edital [até 20 de janeiro]”, explica Braz Martins Neto, presidente da Comissão de Estágio e Exame de Ordem

A OAB-SP ainda estuda se vai aderir ao sistema de Exame de Ordem unificado, que faz sua prova em janeiro de 2008. Para o presidente da OAB Luiz Flávio Borges D´Urso, a estrutura da seccional de São Paulo é gigantesca devido ao número de candidatos e locais de provas. “Por isso o ideal seria que nossa seccional fixasse a data e as demais pudessem nos acompanhar”, disse.

Os estudantes que farão o exame domingo devem comparecer ao local do exame entre 7h30 e 8h, quando os portões serão fechados. A prova objetiva, com 100 questões de múltipla escolha, terá 5 horas de duração. O conteúdo da prova inclui direito constitucional, civil, empresarial, penal, do trabalho, administrativo, tributário, processual civil, processual penal e também o Estatuto da Advocacia e da OAB, Regulamento Geral e Código de Ética e Disciplina. Vão para a segunda fase os candidatos que acertarem pelo menos 50% das questões.

Localidades

As provas serão aplicadas na capital paulista e mais 27 cidades do interior: Americana, Araçatuba, Araraquara, Barretos, Bauru, Bragança Paulista, Campinas, Espírito Santo do Pinhal, Franca, Guarulhos, Itapetininga, Jundiaí, Marília, Mogi das Cruzes, Osasco, Piracicaba, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, Santos, São Bernardo do Campo/São Caetano do Sul, São Carlos, São João da Boa Vista, São José do Rio Preto, São José dos Campos, Sorocaba, Taubaté e Tupã.

Segunda fase

No dia 20 de janeiro de 2008, será realizada a segunda fase do Exame 134. A prova será realizada apenas pelos aprovados na primeira fase e compreenderá, necessariamente, duas partes distintas: redação de peça profissional, privativa de advogado e cinco questões práticas. Tanto a peça profissional quanto as questões práticas vão se referir à área escolhida pelo candidato na ficha de inscrição.

Recomendações

Proibidos o uso de telefone celular, agenda eletrônica, aparelho de BIP, walkman ou qualquer outro receptor de mensagens. O candidato deve portar os documentos de identidade original e dentro do prazo de validade e, conforme o caso, carteira de identidade expedida pela Secretaria de Segurança, Forças Armadas, Polícia Militar, Ministério das Relações Exteriores ou cédulas de identidade para estrangeiros; cédulas de identidade fornecidas por órgãos ou conselhos de classe, que, por força de Lei Federal valem como documento de identidade, como por exemplo: a carteira de estagiário expedida pela OAB, CREA, CRC; Carteira de Trabalho e Previdência Social, bem como a nova Carteira Nacional de Habilitação, com fotografia.

Revista Consultor Jurídico, 5 de dezembro de 2007, 18h17

Comentários de leitores

4 comentários

Peço licença para apresentar um trecho da matér...

E. COELHO (Jornalista)

Peço licença para apresentar um trecho da matéria anterior e fazer meu comentário sobre esse deprimente espetáculo: TRECHO DA MATÉRIA: "No final da tarde de sábado (8/12), D’urso recebeu um telefonema denunciando que alunos de um cursinho (cujo nome foi mantido em sigilo) já tinham conhecimento de algumas questões da prova. Ele pediu que as questões lhe fossem repassadas por e-mail. Das oito que recebeu, duas constavam na prova, como confirmou o presidente da Comissão de Estágio e Exame de Ordem, Braz Martins Neto". COMENTÁRIO: Normalmente os cursinhos analisam as provas anteriores e fazem uma relação daquelas que contém "pegadinhas" ou questões controvertidas para alertar os seus candidatos. Penso que é prematuro pensar em fraude pois se "das oito que recebeu, duas constavam na prova", ou seja, se o cursinho soubesse do conteúdo da prova das oito questões apresentadas, oito seriam iguais. Além disso, por experiência própria, eu tenho a carteira da OAB e não fiz cursinho, estudei sozinho em casa os últimos 20 exames. No dia da prova verifiquei que aproximadamente 20% das questões já haviam sido apresentadas em outras provas. É lamentável que a OABSP tenha tomado uma medida tão radical, baseada em suposições, que prejudicou um número enorme de candidatos. Deveria ficar quieta e após o exame confrontar o desempenho dos alunos desse cursinho com o desempenho de alunos de outros cursos similares, então, se houvesse uma gritante diferença, deveria investigar e tomar as providências. Afinal Exame da OAB não é igual concurso público, no qual aquele que entrou de forma fraudulenta pode tomar a vaga de outro. Para a OAB é mais fácil, detectando que houve fraude é só retirar a carteira de quem não merece!

Em recente concurso, eram 16 vagas e 20 acertar...

Bira (Industrial)

Em recente concurso, eram 16 vagas e 20 acertaram tudo....hummm e depois o problema é o ENEM, ENADE...?

Parabéns ao Dr. Luis Flávio Borges D'Urso e à O...

Roger (Bacharel)

Parabéns ao Dr. Luis Flávio Borges D'Urso e à OAB/SP, pela realização do exame nesta data. Enquanto isso, no Paraná, o que era para ser o 3º exame de ordem de 2007, só será realizado em 09/03/2008(2ª fase). E já que agora a prova está a cargo do CESPE/UNB, provavelmente o resultado só sai lá por Junho/2008. Parabéns aos bacharéis de São Paulo, por contarem com a boa organização da OAB local. Menos mal, já que se trata de infame reserva de mercado.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 13/12/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.