Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Exame de Ordem

SP, RS e MG ainda não aderiram ao Exame de Ordem unificado

O presidente nacional da OAB, Cezar Britto, está em campanha para que as seccionais de Minas Gerais, Rio Grande do Sul e São Paulo unifiquem a data e o conteúdo do Exame de Ordem como os demais estados. Segundo Britto, “a unificação só trará benefícios e evitará discrepâncias entre os exames aplicados por seccionais diferentes”. Para ele, a organização das provas deve ficar centralizada na Fundação Cespe, da Universidade de Brasília (UnB).

Em conversa com Britto, o ministro da Educação, Fernando Haddad, declarou que se o Exame de Ordem for unificado em todo país será reconhecido pelo MEC como a avaliação oficial para processos de reconhecimento e revalidações de instituições de ensino de Direito.

Recentemente, Paraná, Rio de Janeiro, Roraima, Rondônia e Santa Catarina anunciaram a adesão ao Exame de Ordem unificado. Os demais 19 estados já fizeram provas unificadas. São Paulo resiste à unificação porque diz que o número de candidatos é muito maior que em qualquer outra seccional. “São Paulo tem quase a metade do volume de candidatos do país inteiro. Além do que, aplicamos o exame em 28 locais”, afirma Braz Martins Neto, presidente da Comissão de Estágio e Exame de Ordem da OAB-SP. Unificar a data e o conteúdo seria muito complicado, na sua opinião.

“Uma única prova seria a melhor referência para o Brasil sobre as faculdades de Direito e teríamos um controle maior da qualidade oferecida pelos cursos”, explica o presidente nacional da OAB. “Ajudaríamos a instituição de ensino que está ruim a melhorar e, se não melhorasse, teríamos instrumento para fechar todas as faculdades de péssima qualidade.”

Revista Consultor Jurídico, 4 de dezembro de 2007, 16h26

Comentários de leitores

6 comentários

Em SP, quem fez o exame unificado se deu bem. F...

Ricardo Moura (Advogado Sócio de Escritório)

Em SP, quem fez o exame unificado se deu bem. Fora muito mais fácil que os anteriores. Basta ver o índice de aprovação.

É ridículo o tratamento que o Dr. Habib da ao E...

Junior (Outros)

É ridículo o tratamento que o Dr. Habib da ao Exame, em especial em abominar o Exame de Ordem, talvez, alguém próximo a ele está tomando ferro e não passa, aliás, o Exame de Ordem só é bobagem para aqueles que ficaram anos a fio fazendo ou, aqueles que não passaram e não passam. Engraçado, que no Segundo Grau ou Nível Médio vale o sistema de pagou passou, depois quando chega na Faculdade a mesma coisa, vai passando nas coxas, com trabalhinhos e outros recursos menos didático, como o puxassaquismo, conheci aluno que dava carona para o professor, mas na hora da aula ficava na cantina, mas passou no curso inteiro tem até Diploma de Direito, então, quando chega no Exame de Ordem o bicho pega, porque lá, o aluno não pode fazer favor para passar, não passa puxando o saco, por isso, glórias para o Exame de Ordem, talvez tenha que colocar em Ordem como quer o Dr. Habib mas extinguir nunca. Quanto aos maus advogados V. Luckmamn, o contador, alguns são ruins desde que nasceram, portanto, não podemos criticá-los, temos que dar a mão a eles e ajudá-los, mostrar o caminho, se Deus perdoa, então, ao invés de se achar o bam-bam, bam, seja caridoso e bomdoso, ao invés de se mostrar cheio de si.

O Dr. Habib não é oriundo de exame de ordem,´cl...

Junior (Outros)

O Dr. Habib não é oriundo de exame de ordem,´claro que não, por isso sua revolta, o Exame não é famigerado não, ao contrário, tem a capacidade de selecionar os alunos aplicados dos turistas das salas da faculdade que querem ser advogados para usufruir de prerrogativas. Engraçado que tinha até reporter fazendo direito só para ter acesso a processos judiciais e daí produzir matérias vultosas, jurídicas e de grande relevancia. Outro dia, num julgamento muito calorosos, só podia entrara os advogados dos réus, então, um advogado fez o maior escacel, mas, este advogado na verdade era um reporter, tentando tirar uma casquinha e depois produzir uma matéria, e conseguiu burlar a segurança porque era advogado, mas, agora, estes idiotas como tantos outros que querem a "carteirinha" terão que provar que são capazes e estão preparados. Outro dia, uma advogada do B. Mar entrou na caçapa do Camburão, certamente, ela não fez o Exame de Ordem, pois que, existem enes mandamentos na lei que restringe o tratamento dado ao advogado na circunstancia em que a mesma se submeteu, ou seja, o Rocha Matos saio no caburão no assento, assim ocorreu com o Mazlum, Nicolau e demais personagens, mas a advogada do B. Mar acabou pagando o mico e se deixou ser encaçapada, pois advogado que se presta não entra na caçapa de pé, pela classe tem que entrar deitado ou não entra. Então, para finalizar meu caro Dr. Habib alto lá quando falar do Exame de Ordem, pois prestei e presto quantas vezes quizer e for necessário, provo que sou advogado na base do concurso e não na base do apadrinhamento, ou seja, sou advogado as minhas custas nem mesmo da Faculdade, aliás, para faculdade eu sou a estrela pois a passar no exame edifico a sua qualidade de ensino embora muitas das vezes seja frágil.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 12/12/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.