Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Furto eletrônico

PF faz ação contra acusados de fraudes bancária pela internet

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta terça-feira (4/12) a Operação Muro de Fogo, com o objetivo de prender acusados de furtar dinheiro de contas bancárias. De acordo com as investigações, a suposta quadrilha possuía bases em Uberaba, Goiânia (GO) e São Joaquim da Barra (SP). A ação tem o apoio da 1ª Promotoria de Combate ao Crime Organizado de Uberaba (MG).

A operação conta com 250 policiais federais, que devem cumprir cerca de 50 mandados de prisão e outros 50 de busca e apreensão. A estimativa é de que o grupo seja responsável pelo furto de mais de R$ 1 milhão por mês entre saques pela internet, em caixa eletrônico, pagamentos de boletos e saques no caixa.

Segundo a Polícia Federal, a quadrilha encaminhava e-mails para as vítimas e, quando elas seguiam as instruções das mensagens (abrir arquivos ou visitar sites fraudulentos, por exemplo), instalavam códigos maliciosos nos computadores. Esses programas roubam informações pessoais dos usuários de internet, como números de contas correntes e senhas, o que permite as transferências financeiras. O golpe é conhecido como phishing scam.

No caso da suposta quadrilha investigada, os valores desviados eram enviados para a conta de laranjas ou pessoas que emprestam sua conta bancária para receber dinheiro desviado. O nome da operação é a tradução da palavra firewall, usada para identificar os softwares de segurança que protegem os computadores de invasões.

Revista Consultor Jurídico, 4 de dezembro de 2007, 14h21

Comentários de leitores

1 comentário

Deveria haver lei que desse autorização para a ...

Murassawa (Advogado Autônomo)

Deveria haver lei que desse autorização para a justiça cortar um braço desse tipo de criminoso.

Comentários encerrados em 12/12/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.