Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Nova direção

Marco César Valente é o novo presidente do TRE paulista

O desembargador Marco César Muller Valente foi eleito, nesta terça-feira (4/12), o novo presidente do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo. Já o desembargador Walter de Almeida Guilherme foi escolhido para ocupar os cargos de vice-presidente e corregedor-regional eleitoral. Os mandatos valem pelo biênio 2008/2009.

A eleição foi feita em urna eletrônica e votaram os sete juízes que integram o TRE paulista. Dos juízes que compõem o tribunal, dois são desembargadores, dois juízes, dois advogados e um juiz do Tribunal Regional Federal.

O presidente eleito vai dirigir os trabalhos de eleições municipais, que ocorrem em 5 de outubro de 2008 — 645 prefeitos e mais de 6 mil vereadores serão escolhidos por 28,1 milhões de eleitores do estado de São Paulo. Cabe ao Tribunal Regional Eleitoral julgar todos os recursos relativos ao pleito.

Perfil da diretoria

Marco César Valente tem 66 anos. É bacharel em Direito pela Faculdade de Direito da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e ingressou na magistratura em setembro de 1966. Exerceu a magistratura em Barretos, Miracatu e Pereira Barreto e foi para São Paulo em dezembro de 1969, como juiz substituto. Em dezembro de 1976, foi promovido a juiz de entrância especial. Em março de 1983, foi promovido para o extinto 1º Tribunal de Alçada Civil do estado de São Paulo. É desembargador do Tribunal de Justiça de São Paulo desde fevereiro de 1987. Foi eleito vice-presidente e também corregedor-regional eleitoral do TRE-SP em fevereiro de 2006 e exerce a presidência do tribunal, de forma interina, desde o dia 27 de novembro.

Walter Guilherme, 62 anos, é bacharel em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP). Iniciou sua carreira no Ministério Público em agosto de 1969. Na magistratura, atua desde outubro de 1989, quando ingressou como juiz do extinto 1º Tribunal de Alçada Civil do estado de São Paulo. Foi também juiz do extinto Tribunal de Alçada Criminal (abril de 1993) e promovido a desembargador no Tribunal de Justiça de São Paulo em outubro de 1997. No Tribunal Eleitoral, foi eleito juiz substituto na classe desembargador em dezembro de 2005 e tomou posse como juiz efetivo no último dia 29 de novembro. Também exerceu, de maneira interina, a vice-presidência e corregedoria-regional eleitoral do TRE paulista.

Revista Consultor Jurídico, 4 de dezembro de 2007, 20h20

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 12/12/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.