Consultor Jurídico

Comentários de leitores

7 comentários

Todos erraram nesse episódio, lamentavelmente. ...

NEY (Servidor da Secretaria de Segurança Pública)

Todos erraram nesse episódio, lamentavelmente. Todavia, não viu o Ministério Público vociverando para apurar o fato. Será que é porque o promotor também errou e nesse caso é melhor ficarem quietos? É norma legal a obrigação dos promotores visitarem as Cadeias para ouvirem os presos e verificarem suas condições de internamento e cumprimento das penas e isso deve ser feito mensalmente. No Estado de São Paulo nenhum promotor cumpre tal ordem e ninguém fiscaliza ou impõe sanção. Aliás, ao contrário do que alguns jornais editam, o Ministério Público e o Poder Judiciário são os unicos órgãos cuja investigação dos seus membros devem ser feita exclusivamente por seus membros. Suas Leis Orgânicas impedem que a Polícia os investiguem e porisso tais absurdos acontecem com muita frequência. São os fiscais da lei, mas fiscalizam apenas os outros. Quando a Polícia defende que a investigação, pelo menos enquanto a Constituição estiver vigindo, é competência da Polícia Judiciária, os promotores se exaltam para defender que a sociedade ficará desprotegida se eles não puderem investigar crimes cometidos por policiais, todavia, não são capazes de investigarem seus próprios membros, como querem investigfar a Polícia? Acredito que os promotores deveriam primeiro cumprirem as atribuições que a CF. lhes conferiram e depois, se tiverem tempo, poderiam pensar em ampliar este foco, mudando a Constituição é claro, não legislando em causa própria e se escondendo quando erram. Bons e maus profissionais existem em todas as Institiuições, mas somente a lei deve determinar como suas ações devem ser fiscalizadas.

O "fessô" PeTralha, mistificador, fujão, borr...

Richard Smith (Consultor)

O "fessô" PeTralha, mistificador, fujão, borra-cuecas, anti-clerical, abortista, mentiroso, infantil e escrôto (ufa!) apenas parecer esquecer (parece, apenas) que demolir os locais de tragédias e infâmias faz parte da política do partido "que aí está". Dona ana carepa demole a cadeia aonde foi perpetrada a infâmia, o sr. jaques wagner demole o estádio aonde alegres torcedores foram tragados para a morte, etc. Aliás, acerca desse último queiram consultar as suas alegres afirmações de que o estádio da Fonte Nova estava 100% reformado e com plena capacida para receber jogos das Eliminatórias para a Copa no "blog" de REINALDO AZEVEDO (http//veja.abril.com.br/blogs/reinaldo) há cinco dias atrás. É a mesma cínica e criminosa pilhéria de sempre.

É como diz o título do livro do famoso jornalis...

Auditor (Advogado Autônomo)

É como diz o título do livro do famoso jornalista, já falecido, David Nasser: `Falta alguém em Nuremberg'. E como falta! Imaginem se colocássemos no banco dos réus todos os canalhas e pusilânimes desta nação, que são capazes de tolerar tais coisas e até com elas compactuar, que limpeza não seria?!

E a delegada que prendeu, e a juíza que não se ...

Armando do Prado (Professor)

E a delegada que prendeu, e a juíza que não se movimentou para reparar o mal, etc, todas mulheres. Donde se conclui que o fascismo não é privilégio de homens, mas de gente sem sensibilidade e medíocre, independente do sexo.

Cara Margarida, saiba que a podridão moral que...

José (Outro)

Cara Margarida, saiba que a podridão moral que acomete as autoridades paraenses simplesmente refletem uma postura CONIVENTE da sociedade local, onde os casos DIÁRIOS de linchamento (seguidos de morte) são aclamdos pela população e recebidos com discreta satisfação pelos meios de comunicação. Quanto a essa pobre L., e a sua família, ao menos na cidade de Abaetetuba (localizada a apenas 100km de Belém, por rodovia), acharam que ela recebeu o merecido castigo pois era um "perigo" quando estava solta. É assim que as coisas funcionam e como as urnas respondem.

Pertinente a matéria da ilustre Desembargadora ...

xxxxxxxxxxxxxxx (Outros)

Pertinente a matéria da ilustre Desembargadora Margarida Cantarelli. Muito antes da Carta Magna de 1988 a mulher já havia merecidamente e até tardiamente conquistado o seu espaço em igualdade com os homens, em direitos e deveres. Entretanto, nem por isso deixou ela de ser mulher, com todos os seus dotes de feminilidade e de sensibilidade. No tocante as barbáries cometidas contra essa adolescente em prisão no Pará, colocada em uma cela com 20 homens, é, no mínimo, uma das maiores brutalidades que se possa imaginar contra o ser humano. O que a sociedade como um todo, não pode admitir, é que o caso caia no esquecimento e os responsáveis por esse hediondo ato fiquem impunes. Todo o rigor da lei ainda é pouco. O que causa estranheza e revolta é ver que algumas pessoas tentam minimizar os horrores do episódio atribuindo a culpa à vítima, por ter ela mentido a sua idade. Ora bolas !!! MARIO PALLAZINI - e-mail:mpallazini@hotmail.com

O duro Desembargadora é que ,quem governa o est...

veritas (Outros)

O duro Desembargadora é que ,quem governa o estado é uma mulher, a secretaria de segurança é comandada por uma mulher , como pode ?

Comentar

Comentários encerrados em 11/12/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.