Consultor Jurídico

Golpe nos aposentados

Polícia de SP prende suposta quadrilha de falsos juízes

A Polícia Civil de São Paulo informou que desmontou, nesta quinta-feira (23/8), esquema de falsificação de despachos do Tribunal de Justiça do estado para fraudar fundos de pensão e aposentadorias de pensionistas do INSS. Estima-se que a quadrilha já tenha desviado R$ 5 milhões. Ao todo, 10 pessoas foram presas na Grande São Paulo e litoral.

Segundo informações da polícia, o grupo fraudava despachos e enviava correspondências à casa dos pensionistas. Orientava-os como agir para receber os valores. O golpe se concretizava quando as pessoas eram aconselhadas a depositar em contas bancárias os valores referentes ao pagamento das custas processuais.

Segundo a polícia, a quadrilha ainda agia para ficar com o valor que a pessoa receberia do INSS. Para rever o benefício, o interessado deveria propor ação. Obtida a sentença judicial concedendo a revisão, um novo valor de aposentadoria passava a ser pago, sendo também disponibilizado um montante referente às diferenças devidas. A partir de então, o dinheiro era resgatado pelos fraudadores.

Antes de receber a verba, o grupo falsificava documentos de identidade, para que um integrante da organização criminosa retirasse a quantia em uma agência da Caixa Econômica Federal. Em outros casos, ocorria a elaboração de falsas procurações, possibilitando que um dos integrantes do grupo levantasse o dinheiro como se estivesse a mando do beneficiário.

No último dia 16, quatro supostos integrantes do esquema foram presos em Ribeirão Preto (SP) e autuados por formação de quadrilha e falsificação de documentos. São eles Gleidecimara Almeida dos Santos, Marco Aurélio Orlandini, Ricardo Ferreira de Castro e Jucelia Teresa de Carvalho. Segundo a polícia, já foram obtidos documentos falsificados relativos ao Fórum Criminal Central de São Paulo. Também houve a apreensão de dez motocicletas e um carro.

O grupo também era integrado por prestadores de serviços da Caixa. Eles faziam a consulta de valores retroativos dos pedidos de revisão de aposentadoria, disponíveis para saque.

com Agência Estado




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 24 de agosto de 2007, 0h00

Comentários de leitores

1 comentário

Pelas barbas do profeta!! No ninho da cobra tin...

allmirante (Advogado Autônomo)

Pelas barbas do profeta!! No ninho da cobra tinha escorpião!

Comentários encerrados em 01/09/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.