Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Mal entendido

Julgamento de Dirceu no STF é técnico, afirma advogado

“No plenário da Câmara, o julgamento de José Dirceu foi político. No Supremo, o julgamento é técnico.” A afirmação é do advogado José Luís Oliveira Lima, que defende o ex-deputado federal e ex-ministro da Casa Civil, e explica o mal entendido que ocorreu em sua sustentação oral.

O ministro Joaquim Barbosa, relator da denúncia do mensalão, se equivocou e entendeu que o advogado de Dirceu levantou preliminar para anular o processo afirmando que a Corte faria julgamento político.

O defensor de Dirceu afirmou que foi um mal entendido. "Eu disse exatamente o contrário. Que o julgamento seria técnico, diferente do que aconteceu na Câmara."

Nesta sexta-feira (24/8), terceiro dia de julgamento no Supremo, o plenário do Tribunal rejeitou a denúncia por crime de peculato contra o ex-ministro da Casa Civil. Dirceu é acusado, ainda, de formação de quadrilha e corrupção ativa, itens da denúncia ainda não apreciados no julgamento.

Revista Consultor Jurídico, 24 de agosto de 2007, 18h52

Comentários de leitores

4 comentários

ORA, É MAIS UM DESPROPÓSITO QUE NOSSA PÁTRIA CO...

MAFFEI DARDIS (Advogado Sócio de Escritório - Criminal)

ORA, É MAIS UM DESPROPÓSITO QUE NOSSA PÁTRIA CONSTATA. NÃO SE TIRA O DIREITO DE AMPLA DEFESA, MAS ERRO DE DEFENSOR É INDISCULPAVEL. MORMENTE NUMA DEFESA ORAL, NA QUAL O DEFENSOR DEVERA TE-LA EM MEMÓRIA, PRESUME-SE QUE ANALIZOU OS AUTOS COM ZE-LO, EXATIDÃO PARA REPRESENTAR O CLIENTE. LER A DEFESA PARA OS SRS. MINISTROS, É FATO PREPARADO, O QUE VALE A UM PROFISSIONAL É FAZE-LA LIVREMENTE. ESTA É A EPOLGAÇÃO DA DEFESA ORAL, ASSIM VE-SE A CAPACIDADE PROFISSIONAL. OCORRE QUE CASOS DE DE REPERCUSÃO, ALEM FRONTEIRAS, CAEM MÃOS INÁBEIS, OBVIAMENTE COM EXECEÇÕES. AO SENHOR DIRCEU E OUTROS VEREMOS O QUE A´EGRÉGIA CORTE RESPONDERA. O POVO JÁ DEU SEU CRITO DE INSATISFAÇÃO, MAS O POVO. ORA É O POVO E NÃO A J U S T I Ç A. NÃO SE PODE OLVIDAR: " IN DUBIO PRO SOCIETATIS" PS. O QUE ME ESPANTA D.M.V É A CARA DE PAU DE UNS E OUTROS. MAFFEI DARDIS.

Quack, esse advogado tá por fora! Nem os própri...

allmirante (Advogado Autônomo)

Quack, esse advogado tá por fora! Nem os próprios ministros são técnicos!!! São todos qualificados por QI, ou seja, quem indica! Coitado desse causídico, malgrado receber polpudo honorário. Nem por julgamento técnico, de Zagallo ou Feola, dru constituinte escapará. O povo já julgou! Há incontáveis testemunhas, fatos, documentos. Nada foi desmentido. Todas as denúncias do gangster dissidente foram confirmadas ao longo de todo o tempo. Seu próprio cliente já aquiesceu, confiando que ningué lhe irá jogar nos porões, nem nas grades, ainda que réu confesso. Tá certo Dr. Mas se já ganhou seus honorários, relacha e goza. Mas não amola com abobrinhas. A chuva já cai na roseira. Não há cola que grude!

Consta da lei e da doutrina que na denúncia dev...

Carlos José Marciéri (Advogado Autárquico)

Consta da lei e da doutrina que na denúncia deve-se aplicar o brocardo 'in dubio pro societate', mas até isso o STF esqueceu.Realmente, o Brasil acabou!

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 01/09/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.