Consultor Jurídico

Comentários de leitores

4 comentários

O negocio é mudar para Buenos Aires lá tentaram...

veritas (Outros)

O negocio é mudar para Buenos Aires lá tentaram golpe e foram postos para correr pelo Governo Argentino ,que vergonha !!!! Que exemplo !!!!! E olha que o caso nem foi parar na justiça argentina o acinte foi tamanho que em decisão administrativa mesmo o mal foi esganado pela raiz, hahahaha . Espero que a europa faça o mesmo, até que que os trabalhadores sejam pagos . os jornais brasileiros inclusive alguns sites juridicos pouco falam no assunto mais com internet, é só saborear os jornais argentinos . Enquanto aqui 9000 familhas estão a própria sorte.

Essa decisão é fruto de um golpe absurdo criado...

Torre de Vigia (Outros)

Essa decisão é fruto de um golpe absurdo criado por juristas de aluguel para beneficiar, inicialmente, os bancos e instituições financeiras em geral, e agora foi estendida dessa forma. Passaram por cima do instituto jurídico da subrogação e inventaram a subrogação parcial: meio interessante e muito sacana, sem apoio jurídico, de fazer o adquirente ficar com a parte boa da empresa e os credores se danarem com a massa podre falida. É claro que isso somente funciona quando os credores são trabalhadores e pessoas físicas e jurídicas comuns, porque quando os bancos são os credores, já estão protegidos pela ridícula e absurda nova Lei de Falências, que não recupera merda nenhuma e só serve para garantir a recuperação pelos bancos de seus créditos. Mas quando a coisa inverte, ficam os credores comuns esperando a massa falida dar frutos, enquanto o ativo - que deveria ser a garantia de pagamento - está nas mãos dos novos compradores. Que Pais fdp!

Lugar melhor para dar calote de forma legal igu...

Murassawa (Advogado Autônomo)

Lugar melhor para dar calote de forma legal igual existe no brasil não existe, nem mesmo no IRAQUE OU NO AFEGANISTÃO.

Não tem problema logo logo o stf vai apreciar a...

veritas (Outros)

Não tem problema logo logo o stf vai apreciar a questão. Esperamos que a justiça seja feita Mas os nossos irmãos argentinos resolveram o problema simplesmente proibiram a empresa vrg de la pousar devido as dividas trabalhistas. E foram mais a diante o ministério do trabalho determinou o cancelamento das demissões. Por sorte dos nosso vizinhos as decisões da justiça brasileira não passam da fronteira. Imagine o que não vai acontecer quando a empresa for voar para europa ? Será que os trabalhadores podem pleitear os seus direitos na justiça argentina ? Como fazem as vitimas de acidentes aéreos na justiça americana ? Porque por aqui no Brasil... A quinta empresa que demite todos os trabalhadores e não paga a ninguém e nada acontece. Isso que é capitalismo ? isso que é democracia ? E por fim isso que se chama de justiça ? veja no link o que poucos jornais mostram: "Argentina obriga Varig a cancelar demissões São Paulo, 16 de agosto de 2007 - O Ministério do Trabalho da Argentina obrigou nesta quinta-feira a Varig a deixar sem efeito a demissão de 104 funcionários da empresa em Buenos Aires." http://jbonline.terra.com.br/extra/2007/08/16/e16081518.html

Comentar

Comentários encerrados em 28/08/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.