Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Prova objetiva

Exame de Ordem em São Paulo será feito neste domingo

Os bacharéis em Direito de São Paulo farão neste domingo (19/8) o 133º Exame de Ordem da OAB-SP. A prova objetiva terá cinco horas de duração e 100 questões de múltipla escolha. O conteúdo vai abordar Direito Administrativo, Civil, Constitucional, Empresarial, Penal, do Trabalho, Tributário, Processual Civil, Processual Penal. Além do Estatuto da Advocacia e da OAB, Regulamento Geral e Código de Ética e Disciplina.

As questões serão inseridas no site da OAB-SP no próprio domingo e o gabarito será publicado até terça-feira (21/8). No Exame anterior, 20.173 bacharéis se inscreveram e foram aprovados 6.468 aprovados (31,33%).

A apresentação dos inscritos será às 7h30 e o fechamento dos portões será às 8 horas. A OAB informa que somente será admitido o candidato que tiver em mãos o RG, carteira de estagiário expedida pela OAB, CREA, CRC, carteira de Trabalho e Previdência Social, bem como a nova Carteira Nacional de Habilitação, com fotografia.

As provas serão aplicadas em 28 cidades. São Paulo tem o maior número de inscrições: 6.913. Além da capital haverá provas em Americana, 240 inscritos; Araçatuba, 328; Araraquara, 244; Barretos 125; Bauru, 580; Bragança Paulista, 207; Campinas, 967; Espírito Santo do Pinhal, 130; Franca, 257; Guarulhos, 530; Itapetininga, 229; Jundiaí , 316; Marília, 470; Mogi das Cruzes, 479; Osasco, 737; Piracicaba, 445; Presidente Prudente, 309; Ribeirão Preto, 627; Santos, 776; São Bernardo do Campo e São Caetano do Sul, 1012; São Carlos,180; São João da Boa Vista,158; São José do Rio Preto, 821; São José dos Campos, 449; Sorocaba, 490; Taubaté, 320 e Tupã, 131.

Os candidatos que acertarem no mínimo 50% das questões estarão aptos a prestar a segunda fase do exame. Desta vez, a prova prático profissional consiste em cinco questões práticas, com peso 5, e a redação de peça profissional, também com peso 5. Os bacharéis poderão consultar a legislação, livros de doutrina e repertórios de jurisprudência. Será aprovado o candidato que obtiver nota igual ou superior a seis.

Nas duas fases estão proibidos o uso de telefone celular, agendas eletrônicas, aparelho de BIP, walkman ou qualquer outro receptor de mensagens.

Veja os locais de prova

Americana

Prédio Colégio Politec

Avenida Brasil, 2000 — Pq. Res. Nardini

Aracatuba

Prédio Unitoledo — Prédio I

Rua Antônio Afonso de Toledo, 595 - Jardim Sumaré

Araraquara

Prédio Coeducar — Instituto de Educação de Araraquara

Avenida Torello Dinucci, 450 - Jardim Dos Manacás

Barretos

Prédio Feb — Fundação Educacional De Barretos — Bl. Jurídico

Av. Prof. Roberto Frade Monte, 389 - Aeroporto

Bauru

Prédio Ite — Faculdade de Direito de Bauru

Praca Nove de Julho, 151 - Vila Falcão

Braganca Paulista

Prédio Usf — Universidade São Francisco — Préd. Direito

Avenida São Francisco de Assis, 218 - Jardim São José

Campinas

Prédio Unip — Universidade Paulista — Campus Li Swift

Avenida Comendador Enzo Ferrari, 280 - Swift

Espírito Santo do Pinhal

Prédio — Unipinhal — Bloco F

Avenida Helio Vergueiro Leite - Vl da Faculdade

Franca

Prédio — Faculdade de Direito de Franca

Avenida Major Nicacio, 2377 - São José

Guarulhos

Prédio Unimesp Fig —Centro Univ. Metrop. de São Paulo

Rua Doutor Solon Fernandes, 155 - Vila Rosalia

Itapetininga

Prédio Faculdades Integradas de Itapetininga

Rodovia Raposo Tavares, Km 162 - Vila Nova Itapetininga

Jundiai

Prédio Faculdade de Direito Padre Anchieta — Prédio 1/2

Av. Dr. Adoniro Ladeira, 94 (Marginal da Anhangüera Km 55,5)- Residencial Anchieta

Marília

Prédio Unimar Universidade de Marília — Bl. Direito

Avenida Hygino Muzzi Filho, 1001 - Campus Universitário

Mogi Das Cruzes

Prédio Umc Univ. de Mogi Das Cruzes — Campus I Préd. I — T/1º Andar

Avenida Candido Xavier De Almeida E Souza, 200 - Centro Cívico

Osasco

Prédio Unifieo — Centro Universitário — Campus Vila Yara — Bloco Prata

Avenida Franz Voegeli, 300 - Vila Yara

Piracicaba

Prédio Fumep —Fundação Municipal de Ensino de Piracicaba

Avenida Monsenhor Martinho Salgot, 560 - Vila Areião

Presidente Prudente

Prédio Unoeste — Universidade do Oeste Paulista

Rodovia Raposo Tavares, 572 - Limoeiro

Ribeirao Preto

Prédio Unip — Campus Ribeirão Preto — Bloco A

Avenida Carlos Consoni, 10 - Jardim Canada

Santos

Prédio Unisantos — Campus Dom Idílio José Soares —1º And

Rua da Constituicão, 483 - Vila Mathias

São Caetano do Sul

Prédio Faenac — Faculdade Editora Nacional

Rua Conceição, 321 - Santo Antônio

São Carlos

Prédio Faculdades Integradas de São Carlos

Rua Doutor Marino Costa Terra, 786 - Vila Nery

São João da Boa Vista

Prédio Feob — Prédio Direito

Rua General Osorio, 433 - São Lazaro

São José do Rio Preto

Prédio Unip — Blocos C/D

Av. Juscelino Kubitschek De Oliveira, S/Nº - Jardim Tarraf Ii

São José dos Campos

Prédio Unip

Rodovia Presidente Dutra Km 157,5 Pista Sul - Jd. Limeiro

São Paulo

Prédio Faap — Prédio 5 Térreo/1ºAnd.

Rua Itatiara, 150 - Higienópolis

Prédio Faap — Prédio 5 2º/3º And.

Rua Itatiara, 150 - Higienópolis

Prédio Faap — Prédios 3 E 4

Rua Itatiara, 150 - Higienópolis

Prédio Unip — Campus Paraíso — 1º / 2º Andar

Rua Vergueiro, 1211 - Paraíso

Prédio Unip — Campus Paraíso — 3º / 4º Andar

Rua Vergueiro, 1211 - Paraíso

Prédio Unip — Campus Paraíso — 5º / 6º Andar

Rua Vergueiro, 1211 - Paraíso

Prédio Unip — Campus Paraíso — 7º / 8º Andar

Rua Vergueiro, 1211 - Paraíso

Sorocaba

Prédio Uniso — Universidade De Sorocaba — Campus Seminário

Avenida Doutor Eugênio Salerno, 140 - Santa Terezinha

Taubaté

Prédio Unitau — Departamento De Ciências Jurídicas

Parque Doutor Barbosa De Oliveira, 285 - Centro

Tupa

Prédio Fadap — Faculdade de Direito da Alta Paulista

Rua Mandaguaris, 1010 Entrada Principal - Centro

Revista Consultor Jurídico, 18 de agosto de 2007, 0h00

Comentários de leitores

4 comentários

Mataram a língua portuguesa, heim!!!!!

Manente (Advogado Autônomo)

Mataram a língua portuguesa, heim!!!!!

Hoje estou estudante de direito. O Exame me ass...

Ramiro. (Advogado Autônomo)

Hoje estou estudante de direito. O Exame me assustaria se eu fosse pensar nele apenas um mês antes. Agora uma coisa que está virando praga é a proliferação de cursinhos para o Exame de Ordem. "Que mal há de se ganhar dinheiro ensinando em um ano o que os sujeitos não foram capazes de aprender em cinco anos?" dirão alguns. Eu vejo como tiro no pé! A solução seria a OAB cair dentro batendo de frente com o MEC, denunciando as faculdades que deveriam ser fechadas. Qual a faculdade de direito que foi fechada até hoje? Tem uma que de 121 na OAB-RJ aprovou apenas três, e continua dizendo que seu curso é excelente. O povo chega no 10º período e não sabe ir buscar uma jurisprudência no STJ ou STF, e quer passar no Exame de Ordem. A lógica populista é mais pragmática. São contigentes crescentes de votos, os dos não aprovados, e mais três a cinco votos dos seus familiares para quem acabar com o Exame. E então o Judiciário será paralizado com petições do nível da transcrita abaixo de outro site, que cita muito o Consultor Jurídico, coisa de o sujeito pisar num cliclete, aparecer um desses bachareis eventualmente promovidos a advogados na marra querendo 40 mínimos de danos morais. É só ver no STJ o imenso número de agravos que não sobe por total impossibilidade, visto a gritante falta de pré-questionamento. Ridículo foi o caso que li, eventualmente, o Ministro teve de fazer um despacho que o causídico(a) insistia que só o fato de ter afirmado que houve pré-questionamento já seria o pré-questionamento.

Acabar com o Exame de Ordem é coisa da petralha...

Ramiro. (Advogado Autônomo)

Acabar com o Exame de Ordem é coisa da petralhada, que não é inocente, é entupir o mercado com um nível absurdo de bachareis despreparados. Não é à toa que no governo petralha faculdade de direito, contra pareceres da OAB, multiplicaram como praga, e acabar com o Exame da OAB é arruinar o Judiciário com uma praga pior que de gafanhotos, vide caso abaixo. http://www.espacovital.com.br:80/noticia_ler.php?idnoticia=8671 Exame de Ordem nele! "A indústria dos diplomas é notório nesse país, onde o pobre compra os diplomas mesmo estudando. E ainda tem juizes que julgam pelas Leis. Sabendo assim que as leis são feitas por pessoas representantes do povo (políticos desonestos, corruptos e mensalões). A CF-88 assegura estudos aos pobres e nada faz. (...) As pessoas sábias não estão dentro das industrias de diplomas (faculdades), estão sem diplomas – O Presidente da República do Brasil: Luís Inácio Lula da Silva. Quantos diplomas de nível superior tem o Excelentíssimo Presidente? Onde assim o mesmo põe nas Cortes Superiores (STJ, STF e outros) ministros. Um ministro no judiciário é um político". ..................... De uma petição de apelação de um advogado, em causa própria, protocolada em vara cível, na comarca de Fortaleza (CE). -------------------------------- Onde vamos parar se o exame deixar de ser obrigatório? O aspecto caça níqueis, se o exame é armação é fácil investigar, difícil é não haver exame nenhum. Engraçado como os petralhas usam a mesma tática dos militares de 64 até depois de 82. Arruinar com a profissão de advocacia proliferando cursos ruins. Essa história de dizer que dá branco na hora da prova... falácia Depois vai dizer para o cliente que ficou nervoso e deu branco total radiante na hora da audiência...

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 26/08/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.