Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Falsidade ideológica

STF mantém ação contra desembargador Francisco Pizzolante

Continua em trâmite a ação penal contra o desembargador federal Francisco José Pires e Albuquerque Pizzolante e o presidente do Conselho Deliberativo do Botafogo de Futebol e Regatas do Rio de Janeiro, Carlos Augusto Saade Montenegro. Eles foram denunciados pelo Ministério Público Federal pela prática do delito de falsidade ideológica. A decisão é da 1ª Turma do Supremo Tribunal Federal.

De acordo com o MPF, os acusados modificaram o livro de atas do Botafogo Futebol e Regatas a fim de retirar o nome do desembargador do Conselho Deliberativo do clube. Isso para que não constasse o seu impedimento no julgamento de ações, no Tribunal Regional Federal da 2ª Região, em que o Botafogo era parte.

Como membro do conselho deliberativo do Botafogo, Pizzolante estava impedido de julgar as causas em que a agremiação fosse parte, como autor ou réu. No entanto, ele ocultou o seu impedimento, julgou recursos da agremiação e proferiu várias decisões em seu benefício.

O ministro Sepúlveda Pertence, relator, revelou não estar convencido da inépcia da denúncia pelo crime de falsidade ideológica. Para o relator, “é patente a relevância jurídica das falsidades imputadas com vistas a elidir o impedimento ou a suspeição do primeiro paciente para sucessivas decisões favoráveis ao Botafogo quando, segundo a versão da denúncia, ocupava função de relevo em seu órgão deliberativo”. Assim, indeferiu o HC. A decisão foi unânime.

HC 88.153

Revista Consultor Jurídico, 15 de agosto de 2007, 18h34

Comentários de leitores

1 comentário

Pena para o réu que o recurso não caiu com o Mi...

MUDABRASIL (Outros)

Pena para o réu que o recurso não caiu com o Ministro Gilmar Mendes. Ele certamente iria achar a denúncia inepta.

Comentários encerrados em 23/08/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.