Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Crimes financeiros

Ali Mazloum lança livro sobre Lei do Colarinho Branco

O juiz federal Ali Mazloum lança, no sábado (11/8), o livro Dos Crimes Contra o Sistema Financeiro Nacional. O lançamento acontece no dia em que se comemora a fundação do primeiro curso de Direito no Brasil e que ficou marcada como “Dia do Advogado”. O juiz selecionou a melhor jurisprudência a respeito do assunto, incluindo até decisões deste ano tomadas pelo Supremo Tribunal Federal.

Em suas 350 páginas, a obra traz uma análise detalhada de cada um dos artigos da Lei 7.492/86, conhecida como “Lei do Colarinho Branco”. O autor faz uma conexão com outras importantes leis que entraram em vigor desde então e que têm seu foco nos crimes financeiros, como a Lei de Lavagem de Dinheiro e a Lei de Falências.

Mazloum traça no livro situações hipotéticas e apresenta caminhos a serem tomados. “A maior parte das situações apresentadas no livro aconteceram de verdade. Mas como o que interessa é a tese e não propriamente casos concretos isolados, tratamos dessas situações de uma forma mais generalista mostrando como a lei pode ser aplicada em cada hipótese”, explica.

De acordo com o autor, o livro tem a grande vantagem de tratar de um tema cada vez mais freqüente. “Hoje, diante de um mundo globalizado e com todos os avanços tecnológicos, também ficou muito mais fácil a movimentação financeira e com isso a evasão de divisas. Há muito dinheiro ilícito circulando no mercado e o livro mostra justamente como essas práticas podem ser combatidas”, comenta.

A obra estará à venda a partir do dia 11 de agosto pelo site (www.celebreeditora.com.br) e nas livrarias Saraiva, Fnac, Cultura (que também farão a venda on-line) e Nobel. A compra pela internet também poderá ser feita pelo site Submarino.

Serviço:

Livro: Dos Crimes Contra o Sistema Financeiro Nacional

Autor: Ali Mazloum

Editora: Célebre

Páginas: 350

Preço: R$ 55

Revista Consultor Jurídico, 10 de agosto de 2007, 0h00

Comentários de leitores

8 comentários

Ele merece!

Carlos o Chacal (Outros)

Ele merece!

Quem sai aos seus não degenera. A família Mazlo...

Raul Haidar (Advogado Autônomo)

Quem sai aos seus não degenera. A família Mazloun é respeitadíssima, pois seus ancestrais deram-lhe exemplos de honra, dignidade e sabedoria. Estive no Libano e testemunhei o respeito e a admiração de que a família desfruta em seu país de origem. Como se sabe, há árabes e "árabes". Pelas areias do deserto havia os que cavalgavam sob o sol inclemente e os que se escondiam atrás das dunas. Pelas montanhas de Baalbeck, pelas margens do Bardaiune e pelas curvas do vale do Bekah também havia os que lutavam e os que se acovardavam. Os Mazloun são valentes, são guerreiros e seus descendentes merecem tudo o que lhes possa dar a terra do leite e do mel, especialmente quando trazem suas virtudes e sua sabedoria para os outros países...Que a generosidade do Profeta possa iluminar sua vida e a dos que lhe são caros!

Subtrairam-te alguns anos da Magistratura, mas ...

Amir Fares (Advogado Sócio de Escritório)

Subtrairam-te alguns anos da Magistratura, mas não foram suficientes para lhe extrairem o brilho, a inteligência e a coragem e sobretudo a Fé. Assim, ao saber deste lançamento inédito me encho de satisfação e alegria. Valeu a luta. Amir Fares

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 18/08/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.