Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Mais apuros

PGR pede abertura de inquérito para investigar Renan Calheiros

O procurador-geral da República, Antônio Fernando de Souza, pediu abertura de inquérito no Supremo Tribunal Federal para investigar o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). A informação é do site G1.

Segundo o procurador, o pedido de investigação diz respeito às denúncias de que Renan teria despesas pessoais pagas por pelo lobista Cláudio Gontijo, mas pode incluir também o suposto uso de laranjas na compra de meios de comunicação em Alagoas, segundo revelou a revista Veja.

Com a autorização do Supremo, o senador, que tem foro privilegiado, será investigado pelo Ministério Público e pela Polícia Federal. A Procuradoria deve receber do Conselho de Ética do Senado os documentos apresentados pelo peemedebista.

"Eu já pedi ao Supremo abertura de inquérito para apurar fatos que são objeto da representação em curso no Conselho de Ética do Senado. Esse pedido foi concluído na sexta-feira (3/6) e deve ter sido protocolado no Supremo”, disse Antônio Fernando de Souza.

O procurador solicitou o encaminhamento de todo o material que está no Conselho de Ética e também a perícia da Polícia Federal em documentos de Renan. Ele ressaltou que a decisão do MP não invalida a investigação em curso no Senado. “A iniciativa que tomei tem o objetivo de esclarecer essa questão sob a perspectiva penal sem nenhuma interferência sobre o que vai ser decidido no Senado”, declarou.

Revista Consultor Jurídico, 6 de agosto de 2007, 15h21

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 14/08/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.