Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Alegação de prescrição

Militar vai ao Supremo para tentar suspender condenação

Um militar, condenado a seis meses de prisão por deserção, entrou com pedido de Habeas Corpus no Supremo Tribunal Federal para contestar decisão do Superior Tribunal Militar.

No HC, a Defensoria Pública da União argumenta que houve prescrição, uma vez que o réu seria menor de 21 anos à época dos fatos, o que reduziria o prazo prescricional de dois anos pela metade.

Condenado à pena de seis meses, em julho de 2006, o prazo prescricional de um ano já teria se esgotado, segundo a defesa. Desta forma, o militar não poderia mais ser punido pela deserção.

A defesa pede liminar para suspender a execução da pena. No mérito, o reconhecimento da prescrição, mantendo o militar em liberdade. O relator é o ministro Joaquim Barbosa.

HC 92.100

Revista Consultor Jurídico, 3 de agosto de 2007, 12h41

Comentários de leitores

1 comentário

Tá na ora de acabar com a obrigatoriedade de pr...

Murassawa (Advogado Autônomo)

Tá na ora de acabar com a obrigatoriedade de pretação do serviço militar, pois, essa pratica tem prejudicado os jovens em início de carreira. Eu fui prejudicado por essa pratica, pois, ao ser obrigado a prestar o serviço militar no ano de 1969/1970, em plena DITADURA fui obrigado a abandonar os estudos p/ prestar o serviço militar no VALE DO PARAIBA e ao dar baixa após um ano afastado dos estudo, minha situação familiar mudou e não tive forças p/ retornar aos estudos de imediato, fazendo o somente alguns anos depois, portanto, entendo que o serviço militar deve ser optativo.

Comentários encerrados em 11/08/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.