Consultor Jurídico

Artigos

Ovelha negra

Corrupção no Poder Judiciário ainda é insignificante

Comentários de leitores

20 comentários

Corrupção insignificante! Ufa!...

Luís da Velosa (Advogado Autônomo)

Corrupção insignificante! Ufa!...

CURRUPÇÃO NÃO ASSUSTA. 1. O maior problema d...

Alochio (Advogado Sócio de Escritório - Administrativa)

CURRUPÇÃO NÃO ASSUSTA. 1. O maior problema do judiciário é a falta de critérios de gestão: a) Comarcas com Juiz de 3ª a 5ª feira; b) Juízes acumulando 2 ou 3 comarcas distintas (em casos até mesmo de sacrifício pessoal! ... é, tem horas que devemos reconhecer isso). c) Juizes "sem horário" para chegar e sair; d) Processos que chegam primeiro e saem meses depois de outros que chegaram "meses depois"; e) Critérios muito mutáveis de avaliação de casos em primeiro grau. Já vi O MESMO TIPO CASO julgado de forma distinta NA MESMA VARA por dois juízes (a desculpa de "independência" de cada juiz, peraí ... nesse tipo de situação pende para a "mixórdia Institucional"!) f) Demora excessiva; etc... . 2) Portanto, "corrupção". Isso não me assunta. Tem bicho muito pior.

A propósito do comentário do Juiz Ferraz de Arr...

Thomaz Thompson Flores Neto (Advogado Sócio de Escritório - Empresarial)

A propósito do comentário do Juiz Ferraz de Arruda, forçoso reconhecer que embora haja predominado comentários críticos ao artigo do Des. Vladimir (o que é muito comum nesse espaço), apenas alguns transpareceram “raiva, ou quase ódio”. Aliás, muito provavelmente, quem fala contra juízes com raiva ou quase ódio deve ter cruzado nos foros da vida com juízes corruptos ou prevaricadores. Só quem viveu tal repugnante experiência pode bem aquilatar a sensação. De outra parte, diria que o que se passa, nem de longe, aparenta alguma similitude “com o que se deu na Revolução Francesa”: certamente, a parcela da elite hoje composta pelos magistrados (agentes públicos melhor remunerados pelo Estado) não corre o menor risco de ser decapitada por turba de revoltosos anti-Judiciário. Concluindo, não me parece correto dizer que a defesa de idéias seja “perda de fosfato”. Acho que o debate é sempre válido. Insisto, apenas, num ponto: o que é insignificante (desprezível do ponto de vista estatístico, bem entendido) é o número de casos de corrupção/prevaricação tornados públicos.

Prezado Dr. Vladimir, aceite os meus cumpriment...

Ferraz de Arruda (Juiz Estadual de 2ª. Instância)

Prezado Dr. Vladimir, aceite os meus cumprimentos pela coragem de escrever sobre a quantificação da corrupção de juízes quando lhe seria muito mais confortável e por certo lhe renderia muitos e melhores elogios se escrevesse falando contra os juízes. Quando jovem me lembro que os juízes só eram alvos de ataques dos comunistas que se nutriam da velha doutrina marxista do juiz "sustentáculo" do poder dominante, ou da burguesia. O que me espanta hoje é a raiva, o quase ódio com que se fala dos juízes. E o mais inacreditável disso tudo é que hoje, o maior inimigo do Juiz é o capital financeiro nacional e internacional. Veja o exemplo do jornal O Estado de São Paulo que tem um imenso prazer em "meter a ripa" nos juízes. O que se passa é algo muito parecido com que se deu na Revolução Francesa. A massa se unindo aos burgueses para tomarem a monarquia e depois de tomada, a massa volta para o seu canto e fica aguardando "caninamente" nova ordem para derrubar a ordem vigente. No Brasil não se precisou da massa, porque foram as elites, ou o capital financeiro mesmo que acabaram com o Poder Judiciário brasileiro, com o apoio dessa esquerda/direita que está no Poder. Assim pensando, acho que é perda de fosfato querer sustentar qualquer ponto de vista contrário à ideologia dominante, qual seja, tudo que seja Estado não presta por natureza. FHC deu início e Lula terminou a obra: liberalismo e marxismo unidos no Brasil para sempre. E o "povão"? O "povão" como sempre fica "caninamente" aguardando o comando.

O artigo é bom! Contudo, incorre num erro de a...

Thomaz Thompson Flores Neto (Advogado Sócio de Escritório - Empresarial)

O artigo é bom! Contudo, incorre num erro de avaliação, aliás, muito freqüente, especialmente por parte de magistrados e ex-magistrados. O que é ínfimo, estatisticamente insignificante, é número de casos de corrupção identificados e tornados públicos.

Corrupção não se limita a receber propina, have...

Francisco Lobo da Costa Ruiz - advocacia criminal (Advogado Autônomo - Criminal)

Corrupção não se limita a receber propina, havendo a configuração, também, quando o juiz não gosta do advogado e, por esse motivo, decide contra seu cliente. E quando se fala em questões carnais?

O dr. Vladimir fez uma excelente análise da que...

Raul Haidar (Advogado Autônomo)

O dr. Vladimir fez uma excelente análise da questão. Quem afirma que existe corrupção generalizando o conceito ou é mal informado ou mal intencionado. Ademais, corrupção é via de duas mãos, com bandidos em ambos os lados. Quanto há um corrupto há pelo menos um corruptor e ambos são criminosos. Excelente o artigo do dr. Vladimir, que deve ser guardado com carinho por todos os operadores do Direito.

Certos comentários beiram a debilidade mental. ...

dbistene (Procurador do Estado)

Certos comentários beiram a debilidade mental. Sr. Douglas, em lugar algum deve haver corrupção, seja no Judiciário, seja entre os Advogados ou em qualquer outro lugar.. Mas o que sugere o senhor para garantir isso preventivamente? Uma ordem divina? Na nossa classe, também, existem muitos pilantras. Por isso devemos aceitar dizerem (como muitos dizem) que todos nós, advogados, somos pilantras? O que se pode fazer, na magistratura, na advocacia, no MP, entre os médicos, entre quaisquer seres humanos, é punir os culpados, pois impedi-los de errar, só Deus.

apesar de a corrupção ser um problema mundial, ...

Ricardo (Outros)

apesar de a corrupção ser um problema mundial, detectado em países muito mais rigorosos do que o Brasil (em escala muito menor, é claro), sou obrigado a concordar com o prezado Embira: o problema não é recente, vem desde a colonização.

Diz o ilustre articulista: “a sociedade, por ve...

Embira (Advogado Autônomo - Civil)

Diz o ilustre articulista: “a sociedade, por vezes tolerante com a corrupção no Executivo e no Legislativo, reage e rejeita com rigor a corrupção no Judiciário”. Será? Que sociedade? O povo não fiscaliza ninguém, porque não tem meios e, muitas vezes, nem interesse nisso. Quem fiscaliza mais é a mídia, mas, essa prefere fiscalizar o governo Lula, seu adversário predileto. Colocam, até, repórter com câmera debaixo da janela do gabinete do assessor Marco Aurélio Garcia para gravar suas reações ao noticiário político. A mídia, no momento, está muito mais interessada em investigar o Executivo: o Legislativo e o Judiciário, para ela, não renderão bons dividendos políticos. Verdade seja dita: comprovar qual dos três poderes é mais corrupto tem a mesma importância prática que estabelecer qual dos três “pontos culminantes” do Brasil é mais alto: o Pico da Bandeira, o da Neblina ou o 31 de março. Basta saber que todos são bem grandinhos. Afirma, ainda, o articulista que: “De uma forma geral, no Brasil, a corrupção no Poder Judiciário é pouco tratada”. Isso, logicamente, na bibliografia jurídica. Quem quiser ler sobre a corrupção nos três poderes consulte “A coroa, a cruz e a espada”, do historiador Eduardo Bueno. Ali se verá que, no período colonial, a nossa Justiça já era lenta e a “lei de Gerson” veio no porão das caravelas.

INSIGNIFICANTE?????????? NÃO deveria haver C...

Manente (Advogado Autônomo)

INSIGNIFICANTE?????????? NÃO deveria haver CORRUPÇÃO NENHUMA no PODER JUDICIÁRIO. Ou ENQUANTO PARA O NOBRE DESEMBARGADOR, EXISTE A TAL DA INSIGNIFICÂNCIA devemos nos calarmos e aceitarmos??????????? LAMENTO QUE O CONJUR AINDA DIVULGUE ARTIGOS NESTE NÍVEL E COM ESTES ARGUMENTOS FALACIOSOS.

o tráfico de influência nos Tribunais é pior do...

Ricardo (Outros)

o tráfico de influência nos Tribunais é pior do que a corrupção. quanto aos comentários abaixo, só se esqueceram de dizer que por trás de um magistrado corrupto sempre tem ... (bom, deixa prá lá!!!)

ahhh, esqueci...estamos no Brasil. Um país que...

andre (Consultor)

ahhh, esqueci...estamos no Brasil. Um país que tem um judiciário FORTE e uma segurança jurídica invejável. Aliás, mudei minha cartilha político-economica-social, e agora considero o Brasil não mais uma país de 3o. mundo...considero o Brasil um terceiro mundo num país. Este Desembargador é muito engraçado!

cade as cameras??isso é uma pegadinha, né? mto...

andre (Consultor)

cade as cameras??isso é uma pegadinha, né? mto CARA DE PAU este Desembargador afirmar "...em um quadro de aproximadamente 16 mil juízes brasileiros, a prática de corrupção corresponde a um percentual quase insignificante...". Bonita roupagem o sr. escolheu para descaracterizar o corporativismo e a vista grossa. QUase não existe corrupção no Judiciário, no Legislativo e no Executivo...aliás, o judiciário é uma ilha de excelencia em meio à tanta corrupção...que farsa! tenha mais respeito pelos contribuintes, ilustre magistrado!

O Desembargador diz que há pouca referência à c...

Ampueiro Potiguar (Advogado Sócio de Escritório)

O Desembargador diz que há pouca referência à corrupção no Brasil. Uma eu conheço: o jornalista Fernando Pedreira na coluna que escrevia no Jornal do Brasil, faz algum tempo, citou San Tiago Dantas. Este teria afirmado que "O Poder Judiciário é o mais corrupto dos poderes". Se há engano, perdão, se não há, gostaria de colaborações a respeito.

Se a parcela de magistrados que se envolvem em ...

Eduardo (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Se a parcela de magistrados que se envolvem em atos de corrupção é ínfima, eu não sei. Espero que sim. Entretanto acho muito difícil ser verdade até mesmo porque expressiva parte da magistratura foi contra a criação do Conselho Nacional de Justiça como órgão de controle administrativo externo do Judiciário e nem exitem mecanismos de fiscalização suficientes até mesmo para a realização de um simples diagnótico da atual situação.

No Poder Judiciário, como na aviação, a tolerân...

Armando do Prado (Professor)

No Poder Judiciário, como na aviação, a tolerância com erro e/ou corrupção deve ser zero. Ou alguém sobe num avião ou entra num tribunal, sabendo de antemão que existem 98% ou 99% de certeza de que não cai ou que não há corrupção?

O BAGULHO É DOIDO... O PROCESSO É LENTO... E A ...

Luiz P. Carlos (((ô''ô))) (Comerciante)

O BAGULHO É DOIDO... O PROCESSO É LENTO... E A PARADA É SÉRIA CUMPADI !!! ********************************************************************** Que os traficantes e as novas milícias são criminosos bárbaros, que cometem crimes hediondos, que nos assustam e nos trazem um clima de terror, que precisam ser contidos e trancafiados na forma da lei, não temos a menor dúvida. No entanto o que mais me aterroriza não são esses bandidos notórios, alias, também não são esses bandidos notórios que mais cometem crimes hediondos, tão pouco os que mais matam inocentes diariamente no Brasil. Na verdade... o que mais me aterroriza nesse País são os JUIZES, DESEMBARGADORES, PROMOTORES E PROCURADORES, que aterrorizam os cidadãos muito mais do que qualquer MARCOLA, FERNANDINHO BEIRA MAR, ELIAS MALUCO, CACIÓLA, MARCOS VALERIO, MENSALÕES, DOSSIÊS, ETC., até mesmo mais que os próprios PREFEITOS, GOVERNADORES, PRESIDENTE, SENADORES, DEPUTADOS E VEREADORES. Afinal uma Nação sem JUSTIÇA, ou com uma justiça conivente, omissa, cafetina da impunidade, que chafurda na hipocrisia constitucional, que chega ao extremo de relatar, definir, dirimir e por fim julgar ATOS INCONSTITUCIONAIS E CRIMINOSOS deliberando como se fosse LEGAL E CONSTITUCIONAL, ou seja, INSTITUCIONALISANDO OS CRIMES praticados pelo ESTADO. Estado esse que há muito esta literalmente dilacerado como ESTRUTURA SOCIAL DEMOCRATICA. Não tem credibilidade moral, intelectual, para propor reformas no Judiciário, medidas de segurança nacional, para decretar tolerância zero, ou apontarem supostos Terroristas. ********************************************************************** QUEM MATA MAIS INOCENTE, QUEM ATERRORIZA MAIS A POPULAÇÃO?! ********************************************************************** Essa é a resposta que procuramos a cinqüenta e sete anos, desde que no morro do juramento foi feito à primeira promessa do crime organizado aos moradores, onde Tião Medonho ao discursar para a plebe, prometeu; Todo dinheiro dos assaltos e do crime reverterão em parte para suprir as necessidades da comunidade. Porem, muito antes deles os políticos já faziam tal prometimento, e ai esta a estrutura do Estado mais que corrompida, e matando inocentes diariamente aos montes de todas as formas cruéis e Hediondas. Os poderes judiciários, em cima do muro fazendo pose de sisudo e rogado, assistiam passivamente e reagiam tímida e modestamente aos acontecimentos. Melhor, bem melhor do que hoje que já desceram do muro e estão atuantes na sua grande maioria aliados ao *ESTADO PARALELO. E não adianta esse papo de reforma do judiciário, que o caminho não é esse, essa historia de facção criminosa comandos organizados isso só existe de fato e de DIREITO junto aos poderes públicos constituídos, EXECUTIVO, LEGISLATIVO e JUDICIARIO que se organizam para furtar e se locupletar à custa do povo, o resto é conversa fiada pra iludir a cidadania, que por sua vez finge que acredita e aposta no terror e no caos urbano como solução. Não tem essa de morador da favela ter medo de Bandido nem de Milícia. O entendimento é que existe uma guerra entre pobres e ricos, poderosos e humilhados, achacadores e achacados e eles sabem perfeitamente que na guerra morrem inocentes. Um milhão de moradores numa determinada comunidade de pobres ou ricos, onde todos amam e preservam suas famílias, se entenderem que o traficante ou qualquer um estiver excedendo o pacto é literalmente esmagado pelo povo. Esse papo de dizer que o bandido é um monstro, não é mentira, mas que os moleques tem algum ideal naquela mente torpe que caminha e trilha por linhas tortas objetivando algo maior. Isso é fato notório e de difícil analise. O que esta acontecendo na pobre sociedade Brasileira, é um grupo de revoltados analfabetos, conseqüentemente primatas e despreparados, desempregados, famintos, desassistido pelo poder publico, marginalizados, que não tem acesso as suas reivindicações que usam do expediente cabível em sua mente, de traficar para expor com crueldade suas revoltas, arrumar grana para combater e se fortalecer diante do irresponsável desprezo das classes mais abastadas, em tempo que destrói através do vicio os seus inimigos na esmagadora maioria desta classe média e alta, que é sem duvida o seu alvo. Tudo indica que os motivos não são meramente torpes como aparenta ser do tipo querer enriquecer ou ficar famoso, ter muitas mulheres e ser o dono do poder, etc. Caso esse fosse o interesse se contradita com o curtíssimo tempo de vida que os mesmos têm, sabem e estão vendo que seus colegas morrem assassinados, mal caem por terra, de imediato aparece um novo líder para desafiar. Quem quer grana, poder, mulher e fama querem tempo para curtir tudo isso; coisa que bandido jamais terá no front com a nossa gloriosa PMRJ. Portanto cidadãos Brasileiros, muita calma e muita atenção nessa hora. Estamos colhendo o que plantamos. O momento é irreversível e nem sempre o que se parece ou se enxerga representa o caminho da verdade. ********************************************************************** COCLUSÃO DESTE ARTIGO: Toda e qualquer desgraça Nacional emana do Poder Judiciário; se o prefeito não cuida dos hospitais, escolas, idosos, salubridade, moradia, impostos e tributos, só um juiz tem poderes para obrigá-lo a cuidar na forma da lei e ou com lisura e legalidade, se um policial é corrupto, se um político é ladrão, se uma autoridade prevarica, enfim, tudo numa democracia depende deste poder judiciário. Ninguém tem bola de cristal para adivinhar que o candidato mente em suas promessas, mas o judiciário tem poderes para proibi-lo de se candidatar. Depois de eleito, só o judiciário pode intervir e fazer com que se cumpra à Constituição. Reformas constitucionais, alteração de legislação, atos e contratos, licitações, etc., só o judiciário tem poderes para intervir. Nesse caso a miséria nacional se deve aos JUIZES, DESEMBARGADORES, PROMOTORES E PROCURADORES, coniventes com o esquema.

Rogo vênia para discordar do ilustre magistrado...

Paulo Jorge Andrade Trinchão (Advogado Autônomo)

Rogo vênia para discordar do ilustre magistrado, por sinal, autor de excelente - se não a única - obra sobre "Abuso de Autoridade", editada pela Editora RT. Contudo, creio que por algum lapso temporal, não foi possível ao ilustre magistrado se aprofundar com maior desenvoltura no cenário interiorano, caipira mesmo,eis que nos nossos rincões convivemos com verdadeiras pértigas jurídicas, inconcebíveis não somente ao homem comum, mas aos próprios operadores do direito, em que se forjam incríveis sissomias jurídicas; como os nossos rincões brasileiros, na sua maioria, são destituídos de uma mídia "atrevida", colhe-se ao alvedrio o dantesco resultado que todos nós sabemos, e assim,os famaliás alcançam com sucesso e tranquilidade a tão esperada aposentadoria, e tudo permanece como antes. Por fim, sempre é oportuno relembrar, que não convivemos - ainda - em país mais sério e de primeiro mundo...

Parafrasenado a propaganda da Skol: será, será,...

João Bosco Ferrara (Outros)

Parafrasenado a propaganda da Skol: será, será, seráááá´...???

Comentar

Comentários encerrados em 10/08/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.